Bom Jardim Notícias.com

Esse sapinho tóxico só pode ser visto em uma cidadezinha de interior do Rio Grande do Sul e nenhum outro lugar do planeta

Esse sapinho tóxico só pode ser visto em uma cidadezinha de interior do Rio Grande do Sul e nenhum outro lugar do planeta

Conhecer uma espécie é muito importante para preservá-la, por esse motivo hoje queremos apresentar a vocês esse admirável sapinho: Melanophryniscus admirabilis, sapinho-admirável-de-barriga-vermelha, como o nome já diz, admirável. Um sapo venenoso encontrado no Rio Grande do Sul que está fazendo o maior sucesso na internet.

Esse sapinho é uma espécie encontrada somente no interior de Arvorezinha, Rio Grande do Sul, isso significa que ele é endêmico de lá, ele não é encontrado em nenhum outro lugar do planeta. Os anfíbios são animais muito importantes, pois realizam o controle de insetos e servem de alimento para outros animais.

Os sapos apresentam duas fases de vida uma completamente dependente da água e outra terrestre, girino e adulto, respectivamente. Mesmo na fase terrestre, os sapos vivem perto de corpos d’água. Esse sapinho admirável vive nas margens do rio Forqueta, local onde realizam seu ciclo de vida. Depois que chove, pequenas poças são formadas na margem do rio, e lá que irá acontecer a reprodução dessa espécie.

Essa espécie apresenta o dorso verde e uma mancha vermelha na barriga, cada indivíduo apresenta um padrão de manchas único, como se fosse uma digital, fazendo com que ele seja facilmente reconhecido. São sapinhos muito pequenos, podendo chegar até 4 cm.

UM SAPO VENENOSO

Formigas e pequenos ácaros fazem parte da dieta desse sapinho na fase adulta, esses invertebrados apresentam algumas substânciasquímicas (alcaloides), Então os sapinhos conseguem utilizar esses alcaloides como uma forma de proteção, se tornando também tóxicos. Provavelmente ficam com um gosto amargo, assim os predadores são afastados.

Suas cores vibrantes também são um alerta aos predadores, pois indicam sua toxicidade. Embora sejam tóxicos, eles não possuem a capacidade de lançar seu veneno. Mas eles apresentam um comportamento muito legal para afastar os predadores, esse comportamento chama-se unkenreflex, quando estão ameaçados os sapinhos viram a barriga para cima, dessa forma deixam visíveis as partes vermelhas, fazendo com que o predador perceba que ele é tóxico e o deixe em paz.

Apesar da barriga ser vermelha, seu dorso é bem verde, tornando-o quase imperceptível, mais uma forma de defesa: camuflagem. Essa espécie encontra-se Criticamente em Perigo de Extinção, por ser restrito a um lugar e por ser extremamente rara. Qualquer alteração na água, na floresta ou no ambiente em que vive pode causar a extinção dessa espécie admirável, uma vez que só existe lá.

Em 2013 ele correu um grande risco, pois uma hidrelétrica seria construída em Arvorezinha. No entanto, graças a pesquisadores e ambientalistas a obra não foi autorizada devido aos riscos que causariam à espécie.  Em 2017, as obras foram liberadas e a hidrelétrica recebeu permissão para ser construída. E a vida do sapinho? Ainda não temos informações, mas provavelmente ele será monitorado ou realocado.

Sapo venenoso do interior do Rio Grande do Sul é sucesso na internet

Estamos na torcida pela existência desse admirável!

MELANOPHRYNISCUS  /   IUCNREDLIST /  G1.GLOBO  / PORTOWEB  /  TERRA  /  JORNALFOLHADOSUL / CICVALEDOTAQUARI

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta