Bom Jardim Notícias.com

7 DISTÚRBIOS MAIS TERRÍVEIS QUE O SER HUMANO PODE TER

7 DISTÚRBIOS MAIS TERRÍVEIS QUE O SER HUMANO PODE TER

Cuidar da saúde precisa ser uma das prioridades na vida de uma pessoa, não é mesmo? O fato é que todos os dias estamos expostos as mais inofensivas ou fatais doenças. Por esse motivo não devemos vacilar em nenhum momento. O mais aconselhável é que a pessoa faça visitas constantes a um médico.

Você já tinha ouvido falar dos termostranstorno e distúrbio? Bom, eles se combinam aos termos mental, psíquico e psiquiátrico e descrevem qualquer tipo de anormalidade, sofrimento ou comprometimento. Bom, nós da Fatos Desconhecidos trouxemos para nossos leitores 7 distúrbios mais terríveis que o ser humano pode ter. Confira:

1 – Cornu cutaneum

O cornu cutaneum é um tumor de pele queratinizado que tem aparência simular a de um chifre. Esses chifres são lesões pouco comuns formadas com um material queratinoso. Os chifres surgem a partir de repetidas lesões epidérmicas, que podem ser benignas, pré-malignas ou malignas. Os chifres são geralmente resultado de exposição prolongada ao sol, e por causa disso surgem nas partes que mais recebem diretamente a luz do sol.

2 – Fibrodisplasia ossificante progressiva

Fibrodisplasia ossificante progressiva é uma doença genética rara que causa a formação de ossos no interior dos músculos, tendões e ligamentos. O corpo não somente produz muitos ossos, mas um esqueleto extra é formado, envolvendo o corpo, prendendo a pessoa em uma prisão de ossos. Pessoas com esse distúrbio desenvolvem inchaços dolorosos pelo corpo, bem semelhantes a tumores, que podem crescer, mudar de lugar e sumir. Esses inchaços deixam no lugar um osso e vão imobilizando o corpo.

3 – Síndrome de Opsoclonus-Myocllon

A síndrome de Opsoclonus-Myocllon é uma síndrome neurológica caracterizada por movimentos abruptos dos olhos e mioclonias, composta por um conjunto de sintomas neurológicos, como a ataxia apendicular e ataxial, mioclonias, opsuclunus e irritabilidade. Como é uma doença não muito comum, o diagnóstico normalmente demorar a ser estabelecido.

4 – Granulomatose do seio cavernoso

A trombose do seio cavernoso pode levar a lesões oftalmológicas e neurológicas importantes. Pode ser decorrente de processos das mais variadas etiologias. Porém, a causa mais comum é a trombose séptica de seio cavernoso, também conhecida como Síndrome de Tolosa-Hunt. Os agentes etiológicos da trombose de seio cavernoso de origem séptica mais comuns são Staphylococcus aureus, sendo estreptococos s.p e pneumococos s.p menos comuns. A doença pode fazer com que a pessoa sinta um incômodo muito grande abaixo de suas pálpebras, não importando o que faça a sensação incomoda não passa.

5 – Ameloblastoma mandibular

Essa síndrome ocorre principalmente em pacientes adultos. Atinge a região posterior da mandíbula. É um tumor benigno que apresenta um comportamento localmente agressivo, que afeta diretamente a mandíbula. Pode atingir proporções variadas, de acordo com o tempo de evolução. Representam 10% dos tumores odontogênicos.

6 – Insônia familiar fatal

A Insônia Familiar Fatal é uma doença hereditária que é causada pela alteração dos PrPc (príons celulares considerados comuns em todas as células). Em estágios iniciais, a pessoa encontra dificuldade para dormir, e vai evoluindo para uma insônia intensa. Isso ocorre porque o tálamo (responsável pelo controle do sono-vigília e na resposta dos sentidos) é comprometido.

7 – Paralisia do sono

Distúrbios

Assim como podemos notar pelo nome, a paralisia do sono é uma condição caracterizada por um tipo de paralisia temporária do corpo imediatamente após o despertar ou antes de adormecer. Essa paralisia acontece quando o cérebro acorda de um sono profundo, mas o corpo não responde. Isso faz com que a pessoa fique incapaz de se mover. Podendo proporcionar momentos mais desesperadores da vida de uma pessoa.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.