Bom Jardim Notícias.com

O que você pode fazer para ajudar quem mais precisa neste Natal

O que você pode fazer para ajudar quem mais precisa neste Natal

Sete ações efetivas para você se transformar no verdadeiro Papai Noel de alguém.

Com a cultura do consumo desenfreado em evidência, muita gente acaba se esquecendo de que o verdadeiro sentido do Natal não tem nada a ver com presentes caros, mas com a prática da solidariedade. Não dá para negar que presentear alguém querido também é uma demonstração de afeto – e ninguém está dizendo que você deve deixar de fazê-lo. Mas o espírito solidário pode – e deve – ser colocado em prática de outras formas, ajudando pessoas (e até bichinhos) que realmente precisam de você.

Navegue pelas sete sugestões abaixo e faça sua parte ao espalhar amor e compaixão neste fim de ano. Se a solidariedade ainda não entrou na sua rotina, não existe melhor momento do que o agora para fazer dela um hábito.

  1. Adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios

Ainda dá tempo de apadrinhar uma criança carente pela campanha Papai Noel dos Correios. Como já explicamos, basta escolher uma cartinha – disponível nos postos oficiais dos Correios – comprar os presentes que a criança pediu e levá-los para uma das unidades oficiais cadastradas.

Deixou para a última hora? Sem problemas. Não são só os Correios que promovem iniciativas desse tipo. Você também pode buscar outras instituições que oferecem o apadrinhamento de crianças (orfanatos, abrigos, creches…) e presenteá-las.

  1. Fazer uma limpeza no guarda-roupa

Aproveite o final de ano para organizar o closet e fazer aquela limpa nas roupas, sapatos e acessórios que você já não usa mais. Separe as peças, pesquise ONGs, abrigos e creches que aceitam esse tipo de donativo e leve-os para doação. Lembre-se de ter um cuidado especial com os itens que você irá doar: roupas precisam estar em bom estado, lavadas e passadas.

  1. Passar uma tarde em um asilo, fazendo companhia para os velhinhos

Há uma infinidade de asilos e casas de repouso com horário de visitação – mesmo se não tiver nenhum parente seu por lá. A essa altura da vida, o que os idosos mais precisam é de companhia e carinho e, oferecendo isso, você ainda pode levar boas histórias para casa. Escolha um asilo de fácil acesso para você, atente-se aos horários de visitação e, se preciso, contribua com doações para o local (eles costumam precisar de produtos de higiene pessoal e medicamentos, por exemplo).

  1. Mudar o visual e doar seu cabelo

Tchau, cabelão! Se você já estava pensando em cortar o cabelo, mas faltava aquele incentivo, já pode marcar horário no salão. Informe ao cabeleireiro que o corte é para doação (dessa forma, ele irá prendê-lo em um elástico e terá de cortar, pelo menos, 15 centímetros dos fios). Tem química, tintura ou fios grisalhos? Sem problemas. ONGs e inciativas que fazem perucas para meninas e mulheres com câncer, alopecia ou que perderam os cabelos em acidentes graves aceitam todo e qualquer tipo de madeixa.

  1. Salvar um animalzinho das ruas ou resgatá-lo de um abrigo

Antes de desembolsar uma grana e investir em um bichinho de estimação, considere a adoção de animais. A #nãocompreadote, que ganhou fama nas redes em 2017, continua servindo de estímulo para que cada vez mais pessoas desistam da ideia de comprar um animal, resgatando os bichinhos de situações de vulnerabilidade e maus tratos. Ah! Não se esqueça que um cachorro ou gatinho adotado pode ser o melhor presente de Natal para alguém querido – considere a surpresa.

  1. Distribuir roupas, produtos de higiene e alimentos para moradores de rua

Faça a sua própria sacolinha de Natal: coloque roupas em bom estado – lembra da dica do guarda-roupa, lá em cima? – , alimentos ( de preferência que não estraguem rápido e nem precisem de condições especiais de armazenamento), produtos básicos de banho e higiene e cobertores. Leve o “kit” para moradores de rua de sua região e, se quiser colocar a atitude dentro da sua rotina, tenha sempre com você uma sacola desse tipo (dentro do carro, por exemplo) para ajudar ainda mais gente.

  1. Dar o primeiro passo e se tornar parte de alguma ONG ou projeto de trabalho voluntário

Agora é a hora de executar aquela antiga ideia de fazer trabalho voluntário ou até montar seu próprio projeto independente. Existem milhares de ONGs e iniciativas por aí precisando de gente que gosta de ajudar. Vá atrás de lugares que levantem as mesmas bandeiras sociais que você e dedique-se a isso. O resto é história – e gratidão.

http://professorjosecosta.blogspot.com.br/

Fonte: https://mdemulher.abril.com.br/estilo-de-vida/como-ajudar-quem-mais-precisa-no-natal/ – Por Ketlyn Araujo – Praneat/Thinkstock

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.