Bom Jardim Notícias.com

Com redenção de Bruno, Náutico vence Flu de Feira por 1×0 e está na terceira fase da Copa do Brasil

Com redenção de Bruno, Náutico vence Flu de Feira por 1×0 e está na terceira fase da Copa do Brasil

Em uma partida eletrizante, onde estava em jogo uma classificação milionária, Fluminense e  Náutico, duelaram pela vaga na terceira fase da Copa do Brasil. O time baiano teve maior posse de bola, melhores chances de balançar a rede mas o alvirrubro pernambucano com o oportunismo de Wallace Pernambucano e a recuperação do goleiro Bruno, o Náutico superou o Fluminense de Feira e pelo placar de 1×0 conseguiu a classificação. No jogo o alvirrubro foi pressionado praticamente por todo o segundo tempo, viu as chances do Fluminense aumentarem mas comemorou no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santanta-BA, um resultado que pode ajudar a equilibrar as finanças do futebol do clube e elevar o moral da equipe de Roberto Fernandes

TIMES NO GRAMADO

Com os times em campo, um minuto de silêncio feito em homenagem ao jogador Danilinho, morto após um mal-estar sofrido no campo da Juazeirense, após o treino da terça-feira(13). Na escalação o Náutico colocou a foto do jogador com um laço preto, em luto.

ROLA A BOLA

Com o jogo iniciado, parece um jogo estudado, os times batem esquema, procuram as melhores opções, e o Fluminense por conhecer melhor o gramado começa a testar o goleiro Bruno do Náutico que mostra ter se recuperado da falha no jogo contra o Botafogo-PB, e aparece bem na meta alvirrubra, o time baiano vai chegando.

 A saída do Náutico foi apostar nas bolas paradas, Medina no escanteio assusta aos 17 minutos, o Flu responde também na cobrança de falta aos 24, foi aí que o homem-gol alvirrubro aparace. Aos 26 minutos, Wallace Pernambucano, aproveitou escanteio de Fernandinho e testou a bola para a rede.Sexto gol dele com a camisa do Timbu na temporada. Com a vantagem, a atitude do Náutico é de contra-ataque, a do time da casa avançar na ofensiva para diminuir o prejuízo, sem sucesso no primeiro tempo.

ETAPA FINAL TUDO OU NADA

A vaga na terceira fase da Copa do Brasil representa um incremento de 1,4 mi no orçamento, e não só isso, a moral também de estar entre os vinte melhores clubes da competição nacional. E por isso Evandro Guimarães resolveu mexer, colocou Maranhão em campo. Roberto Fernandes por sua vez precisou alterar o time, Wallace Pernambucano sentiu-se mal e foi substituído. Logo aos três minutos, Bruno faz uma defesaça. Seria a toada do segundo tempo, o Fluminense se arriscando, criando, pressionando o time alvirrubro, e quando Breno Calixto não afastava, o arqueiro pegava. Aos 33 minutos o Fluminense apertou mais e no chute de Rodolfo Potiguar a bola beijou a trave, na sobra Levi arrematou e Breno Calixto salvou o Timbu. O Fluminense aumentou a pressão nos minutos finais, mas não conseguiu furar a retranca do time de Roberto Fernandes. No final todos os jogadores do time pernambucano correram para abraçar o jovem goleiro.

Fluminense de Feira / BA
Deola; Edson, Raniere, Eduardo e Daniel, Rodolfo Potiguar, Deizinho(Luiz Paulo), Dinda (Maranhão) e Daniel Aragão, Levi e Roberto Pitio / Técnico: Evandro Guimarães

Náutico/PE
Bruno, Thiago Ennes, Breno Calixto, Camutanga e Kevyn; Josa, Negretti e Medina; Fernandinho(Cal Rodrigues), Rafael Assis e  Wallace Pernambucano./ Técnico: Roberto Fernandes

Estádio: Joia da Princesa – Feira de Santana – BA
Data: 14 de fevereiro de 2018, quarta-feira/ Gols: Wallace Pernambucano/ Cartões Amarelos: Diego Aragão(F), Levi(F), Camutanga(N), Rafael Assis(N), Medina(N) / Árbitro: Renan Roberto de Souza (PB)/ Assistentes: Luis Filipe Gonçalves Correa e Marcio Freire Lopes (ambos PB)

http://blogs.ne10.uol.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta