Bom Jardim Notícias.com

Náutico vence Santa por 1×0

Náutico vence Santa por 1×0
Lances do Clássico das Emoções

Lances do Clássico das EmoçõesFoto: Paullo Allmeida/Folha PE
Na abertura do returno do Campeonato Brasileiro da Série C, o Náutico superou a expulsão de Ortigoza, ainda aos 22 minutos do primeiro tempo, e venceu o Santa Cruz por 1×0, no Arruda, na noite desta segunda-feira (18), pela 10ª rodada. De quebra, derrubou a invencibilidade do técnico Roberto Fernandes, ex-alvirrubro, no comando coral de três jogos e ainda saltou na tabela, saindo do Z4 e pulando para a porta do G4 (da 9ª para 5ª posição, com 11 pontos). Apesar da derrota em casa, os tricolores seguem na zona de classificação (4º colocado, com 13 pontos) e agora visitam o líder Atlético/AC, domingo (24), no estádio Florestão, às 20h. Já o Timbu recebe o Botafogo/PB, segunda-feira (25), na Arena de Pernambuco, às 19h15.

O clássico começou pegado. Com menos de dois minutos, o zagueiro Sandoval ficou pendurado por cometer uma falta dura em cima do meia-atacante Dudu. Pouco tempo depois, o defensor coral se estranhou com o zagueiro alvirrubro Rafael Ribeiro dentro da área e ambos levaram uma bronca do árbitro. O Santa impôs um ritmo mais acelerado do que o Náutico, que tinha uma postura defensiva. Mesmo com uma estratégia cautelosa, foram os alvirrubros que chegaram primeiro ao ataque. Aos 4 minutos, Dudu recebeu a bola na área, deu um drible desconcertante no marcador, mas a finalização foi bloqueada por Carlinhos Paraíba. Os tricolores responderam numa cobrança de escanteio: o zagueiro Augusto Silva cabeceou perto do gol do goleiro Bruno e quase abriu o placar.

As investidas colocaram fogo no confronto. Os nervos ficaram à flor da pele. O lateral-direito Maílton tentou cavar um pênalti e foi cercado pelos rivais. Os ânimos estavam tão quentes que o atacante Ortigoza perdeu a cabeça e prejudicou o Timbu. O paraguaio reclamou de uma falta não marcada e recebeu o cartão amarelo, mas insistiu acintosamente no protesto contra a arbitragem e acabou sendo expulso. Em seguida, o técnico Roberto Fernandes substituiu Sandoval, pendurado, por Danny Morais para eliminar o risco de perder a vantagem numérica. Assim, o Santa Cruz se atirou ao ataque e por pouco não balançou as redes num lance polêmico. Depois do cruzamento de Leandro Costa, Assis dominou mal e derrubou Robinho dentro da área, mas a bola sobrou para o estreante Jailson, que, livre de marcação, isolou e desperdiçou a chance mais clara. Daí pra frente, a intensidade da partida caiu e o 0x0 seguiu estampado no placar.

O técnico Márcio Goiano trocou Dudu por Wallace Pernambucano na volta do intervalo. Já Roberto Fernandes foi forçado a mudar aos dez minutos do segundo tempo porque o camisa 12 Carlinhos Paraíba machucou a coxa e deu lugar a Charles. Antes disso, houve um lance perigoso para o Santa com Jailson, que chutou no meio do gol e Bruno defendeu. Mesmo com um homem a mais, os tricolores não tinham ímpeto ofensivo e sofreram um duro golpe dos alvirrubros, que ficaram em vantagem. Aos 26, Robinho cruzou na área, o goleiro Tiago Machowski saiu muito mal do gol e Wallace Pernambucano estufou as redes. No prejuízo, o Santa foi para o tudo ou nada e abusou dos erros de finalização. Na raça e com muita luta, o Náutico segurou o placar magro, quase ampliou a vantagem ao acertar a trave coral e sorriu no Clássico das Emoções.

Ficha técnica

Santa Cruz 0

Tiago Machowski; Maílton, Sandoval (Danny Morais), Augusto Silva e Allan Vieira; Carlinhos Paraíba (Charles), Arthur Rezende e Jailson (Jeremias); Fabinho Alves, Robinho e Leandro Costa.. Técnico: Roberto Fernandes.

Náutico 1

Bruno; Bryan, Suéliton, Rafael Ribeiro (Camacho) e Assis; Josa, Luiz Henrique, Dudu (Wallace Pernambucano (Júnior Lemos)) e Lelê; Robinho e Ortigoza.
Local: estádio do Arruda (Recife/PE)
Gol: Wallace Pernambucano (aos 26 minutos do 2T)
Cartões amarelos: Sandoval, Maílton, Arthur Rezende (S) ; Ortigoza, Bruno e Dudu (N)
Cartão vermelho: Ortigoza
Arbitragem: Edmar Campos Encarnação/AM
Assistentes: Marcos Santos Vieira e Uesclei Regison Pereira dos Santos (ambos do AM)
Público: 6.505
Renda: R$ 50.970,00
Fonte – https://www.folhape.com.br/esportes/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.