Bom Jardim Notícias.com

Náutico vence ABC, vira líder e garante vaga nas quartas da Série C

Náutico vence ABC, vira líder e garante vaga nas quartas da Série C
Ortigoza abriu o placar no jogo

Ortigoza abriu o placar no jogoFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Náutico está classificado ao mata-mata da Série C. Marca alcançada com méritos após a vitória por 2×0 diante do ABC, na Arena de Pernambuco, pela penúltima rodada do Grupo A da competição. Invicto há nove jogos, o Timbu, de quebra, chegou aos 30 pontos, ocupando a liderança momentânea da chave – o antigo dono do topo, o Atlético/AC, joga no domingo (5), contra o Confiança, no Florestão. Nas quartas de final, os pernambucanos ainda não sabem qual será o adversário – sairá do Grupo B. Independente do time, os alvirrubros terão a vantagem de decidir a segunda partida em casa.

Ninguém pode afirmar que o Náutico usou a vantagem de jogar apenas por um empate para se classificar ao mata-mata como uma muleta para se fechar e esperar o ABC. Marcando forte no meio- campo, com roubadas de bola de Jhonnatan e Luiz Henrique, os mandantes dominaram os primeiros 20 minutos. A bola passava poucos segundos com os potiguares. Uma pressão  que os visitantes seguraram com muito sufoco. A zaga precisou várias vezes salvar finalizações dentro da área. Edson também fez ótima defesa cara a cara com Robinho. Quando o camisa 1 foi batido, o bandeira marcou corretamente um impedimento em cabeçada de Wallace Pernambucano.

Acionando mais Assis pelo lado esquerdo, o Náutico rondou a área adversária, mas os cruzamentos não encontravam os pés de quem vestia vermelho. Com tantos gols  desperdiçados, por muito pouco o Alvirrubro não entrou no intervalo em desvantagem. O ABC descobriu que a bola parada era a melhor arma para surpreender os
pernambucanos. Henrique cobrou falta, a bola desviou na zaga e acertou a trave direita de Bruno. Em lance parecido, foi a vez de Higor chutar forte e exigir ótima  defesa de Bruno. Mas foi Arez quem perdeu a chance mais inacreditável. Na cara do goleiro, o lateral-direito chutou fraquinho para fora.

A metade final da partida também começou com pressão, mas do lado contrário. O ABC voltou do vestiário bem diferente do time que apenas se defendeu nos primeiros 45 minutos. Rodrigo entrou na vaga de Leandrão e em cinco minutos fez mais do que o companheiro de posição. Primeiro, em chute colocado que Bruno se esticou para salvar.
Depois, em cabeçada que passou próximo da trave.

Pendurado com dois cartões amarelos, Bruno recebeu o terceiro após retardar reposição de bola. O que poderia parecer somente uma cera, se transformou em preocupação quando o jogador desabou no gramado com dores na coxa, sendo substituído por Luiz Carlos. Do banco, a outra novidade foi a entrada de Ortigoza no lugar de Wallace.

O domínio no meio-campo ficou ainda mais evidente quando Anderson Pedra saiu jogando errado e, para consertar o lance, fez falta dura em Dudu. Cartão vermelho para o volante e vantagem numérica para os alvirrubros. Na sequência do lance, Luiz Henrique saiu na cara do gol, mas bateu em cima de Edson.

Não olhando para a situação dos clubes na tabela, a impressão era de que o Náutico precisava desesperadamente da vitória para se classificar. O time não diminuiu a intensidade. Ambição de quem, além da classificação, também almejava se garantir nas duas primeiras posições da tabela para decidir o segundo jogo das quartas e final em casa.

Nos dois jogos passados, o Náutico marcou gols decisivos nos acréscimos. Mas desta vez não precisou esperar tanto. Aos 32, Josa soltou a bomba, Edson deu rebote e Ortigoza fuzilou as redes para fazer seu 12º gol na temporada, o sexto na Série C. Festa alvirrubra que começou com o paraguaio e terminou com um prata da casa. Luiz Henrique recebeu boa bola na cara do gol e chutou forte para decretar a classificação do Timbu ao mata-mata da Série C.
Ficha técnica

Náutico

Bruno (Luiz Carlos); Bryan, Camutanga, Sueliton e Assis; Josa, Jhonnatan, Luiz Henrique; Dudu (Rafael Assis), Robinho e Wallace Pernambucano (Ortigoza). Técnico: Márcio Goiano

ABC

Edson; Arez, Vinícius, Henrique e Igor; Anderson Pedra, Guedes e Marcos Júnior (Lalter); Higor Leite, Luan (Matheus Carvalho) e Leandrão (Rodrigo). Técnico: Ranielle Ribeiro

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro:Daniel Nobre Bins (RS). Assistentes: Leirson Peng Martins e Michael Stanislau (RS)
Gols: Ortigoza (aos 32 do 2ºT) e Luiz Henrique (aos 43 do 2ºT)
Cartões amarelos: Thiago Ennes, Bruno, Camutanga, Robinho (N); Marcos Júnior, Henrique (A)
Renda: R$ 201.835,00
Público: 13.405 torcedores

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.