Bom Jardim Notícias.com

Polícia vai investigar comunicado que provocou corrida aos postos

Polícia vai investigar comunicado que provocou corrida aos postos

A Polícia Civil de Pernambuco vai abrir inquérito para investigar a conduta da rede de postos pernambucana PetroMega, que divulgou nas redes sociais rumores sobre uma possível nova paralisação dos caminhoneiros. O comunicado emitido pela empresa é apontado como um dos principais responsáveis por dar ares de verdade a boatos que vinham circulando desde o sábado (1º) no WhatsApp e a criar um clima de tensão entre os consumidores.

Um inquérito para investigar a conduta da rede de postos pernambucana PetroMega, que divulgou nas redes sociais rumores sobre uma possível nova paralisação dos caminhoneiros. O comunicado emitido pela empresa é apontado como um dos principais responsáveis por dar ares de verdade a boatos que vinham circulando desde o sábado (1º) no WhatsApp e a criar um clima de tensão entre os consumidores.

Em coletiva realizada na manhã deste domingo, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, negou de forma enérgica a possibilidade de desabastecimento de combustível no estado e avisou que serão tomadas medidas contra quem estiver espalhando informações falsas ou aumentando de forma abusiva os preços dos combustíveis.

Ele também classificou como “criminosa” a “nota informativa” publicada pela rede de postos PetroMega em suas redes sociais e assegurou que as medidas cabíveis serão tomadas. O comunicado emitido pela rede pernambucana de postos de combustível é apontado como um dos principais responsáveis por dar ares de verdade aos rumores sobre uma nova greve dos caminhoneiros, o que deixou muita gente preocupada.

“Nota informativa” publicada pela rede de postos foi chamada de “irresponsável” pela SJDH. Foto: Divulgação

A Polícia Civil também avisou, em nota enviada à imprensa no início da tarde deste domingo (2) que vai investigar a ocorrência de crimes contra a economia popular, como a prática de preços abusivos, cometidos por postos de combustíveis de todo o estado. A apuração será coordenada pela Delegacia do Consumidor. O secretário prometeu fiscalizar, nesta segunda-feira, vários postos da Região Metropolitana do Recife para verificar se houve aumento abusivo dos preços.

Já o presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Carlos Vilar, informou que o Porto opera normalmente, com a circulação de caminhões fluindo de forma tranquila. Segundo ele, não existe nenhum sinal de paralisação ou tumulto na área. Como precaução, as equipes de segurança da administração portuária estão monitorando o movimento no local.

Fim de semana “normal”

Outro que tratou de tranquilizar a população foi o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Ramos Pinheiro. Contrariando os sinais emitidos por alguns representantes de caminhoneiros, ele garantiu que não há previsão de uma paralisação. “Todos os postos estão preparados para um fim de semana normal. Ir aos postos sem necessidade só vai causar tumulto. O governo e as autoridades estão atentos a isso”, assegurou.

Pinheiro ainda afirmou que está previsto um aumento no valor do diesel, e que o preço não é exatamente o pleito da categoria. “O governo aumentou o valor do diesel entre R$ 0,25 e 0,30 na última sexta-feira. Provavelmente, os donos de postos devem repassar. Isso não é ganho, é repasse de custo. O pleito dos caminhoneiros é de valor de frete, e o governo já sinalizou que vai reajustar a tabela de frente. Então, esse movimento [de paralisação] não vai prosperar.

https://www.op9.com.br/pe/noticias/policia-de-pernambuco-vai-investigar-nota-de-empresa-que-provocou-corrida-aos-postos/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.