Bom Jardim Notícias.com

10 estranhas fontes de energia

A necessidade de encontrar fontes de energia alternativa tem motivado a comunidade científica a pensar um pouco mais “fora da caixa”. Além das opções mais comuns (painéis solares, turbinas eólicas, reatores nucleares, etc), algumas pesquisas têm focado em fontes bastante peculiares de energia – algumas já estão em uso, outras ainda em desenvolvimento. E algumas delas são totalmente inesperadas!

10 – RESTOS DE COMIDA
O biogás é um combustível composto principalmente de metano, e que pode ser obtido da matéria orgânica, depois que ela é degradada por bactérias.
Uma quantidade bem grande de comida e restos – como cascas ou café – podem ser usadas para obter biogás, e já existem pequenas indústrias coletando e usando o lixo produzido em grandes cidades para gerar eletricidade, de uma forma bem parecida com o que aparece no filme “De Volta Para o Futuro”.

9 – VENTO SOLAR
A energia solar é reconhecidamente uma das fontes de energia mais limpa disponíveis atualmente, entretanto, os painéis solares ainda têm várias limitações econômicas e práticas.
Felizmente, os cientistas estão trabalhando em outra forma de obter energia a partir do sol: o vento solar. Não é um “vento” como estamos acostumados, mas um fluxo constante de partículas aceleradas, que pode ser usada para gerar energia usando uma pequena vela feita de cobre.
A Terra não recebe este fluxo diretamente graças à nossa magnetosfera, de forma que o gerador de energia tem que ser posicionado no espaço. Isto pode ser difícil, mas não é nada comparado com o maior problema desta tecnologia – como enviar a energia gerada de volta à Terra. A melhor ideia encontrada até agora foi enviá-la na forma de um raio laser.

8 – ONDAS SONORAS
Todos os dias sentimos a energia que as ondas sonoras podem gerar, com um grande caminhão que passa por perto, ou o som alto do vizinho. Como as ondas sonoras podem fazer com que praticamente qualquer material vibre, alguns cientistas estão tentando transformar estas ondas em eletricidade, usando fios e eletrodos.
A quantidade de energia que pode ser obtida a partir das ondas sonoras não é muito grande, mas a pesquisa atual está explorando a possibilidade de usá-la para carregar pequenos dispositivos, como celulares e relógios.

7 – ENGUIAS ELÉTRICAS
Uma enguia elétrica é um peixe capaz de gerar uma descarga elétrica de 400 volts. É o mecanismo usado pelo peixe para se defender de predadores e caçar peixes pequenos, mas seu principal objetivo é servir de sistema de radar, um substituto para seus olhos quase cegos.
Este peixe tem nos fascinado desde o momento que alguém percebeu seu incrível poder elétrico, e o passo seguinte é óbvio: descobrir uma forma de usá-lo.
Um aquário japonês usou uma enguia para iluminar uma árvore de Natal, abrindo a possibilidade de que, algum dia, casas contem com um gerador próprio de energia elétrica: um tanque de enguias.

6 – BICHOS E BACTÉRIAS
A produção de biodiesel é uma realidade recente – é um combustível obtido pela combinação de óleo vegetal e álcool. Entretanto, ele exige muita terra cultivada, e uma quantia enorme de energia é envolvida na produção. Para resolver esses problemas, os cientistas estão trabalhando em métodos alternativos de transformar o óleo de sementes em biodiesel, como o uso da atividade natural das bactérias.
Mesmo se a eficiência máxima for atingida, energia externa ainda será necessária para obter o óleo das sementes. Outra opção é usar insetos para produzir óleo, o que seria bem mais barato. O futuro pode ser movido a insetos.

5 – VACAS
Vacas, e gado em geral, são responsável por boa parte dos gases que causam o aquecimento global. Suas emissões, que consistem principalmente de metano, podem ser coletadas e usadas como fonte de energia.
Muita gente já tentou coletar este metano, e algumas tiveram sucesso. Pode ser ridículo ver uma vaca com um balão gigante preso no traseiro, mas, se for preso do jeito certo, dá para matar dois coelhos com uma cajadada só: fornece energia e ao mesmo tempo resolver o problema do gás na atmosfera.

4 – ESGOTO HUMANO
Não são só os insetos e o gado que produzem dejetos úteis; os seres humanos também. Pode parecer meio desagradável, mas as fezes e urina podem ser usadas para obter energia. E algumas companhias alegam ter encontrado a melhor fonte: fraldas usadas, já que existem tantas no mundo.
Devido às suas propriedades salinas da urina, ela pode ser facilmente hidrolisada para obter hidrogênio. Em geral, urina é melhor que água para este processo.
Finalmente, considerando os altos níveis de obesidade em alguns países e o crescente mercado de lipoaspiração, talvez nossa própria gordura possa ser utilizada como substituto do óleo na produção de biodiesel.

3 – CADÁVERES
Cientistas descobriram que a maioria das partes de um corpo humano pode ser usada como combustível. Uma companhia na Inglaterra até propôs aquecer as pessoas em funerais com a energia gerada pelos seus parentes ou amigos.

2 – CLUBES DE DANÇA
Talvez você não queira usar cadáveres como combustível, e ache que grandes lasers sejam um tipo de fantasia de ficção científica. Boas notícias, então: basta se mover que você pode gerar energia. Coletar esta energia é outra conversa.
Da forma como está, nossa vida causa um grande desperdício de energia. Mas se você caminhar ou pular em algumas placas especiais, pode-se gerar energia. Atualmente, é uma tecnologia muito cara para ser considerada uma solução real, mas se pensarmos na energia desperdiçada em clubes ou ruas atulhadas de gente, ela se torna realmente interessante.

1 – RESPIRANDO
Está com preguiça de caminhar? Sem problemas, o corpo humano ainda pode ser uma fonte útil de energia apenas por estar vivo. Por exemplo, você pode recarregar seu celular ao respirar.
Também é possível alimentar o marca-passo e alguns dispositivos médicos com a energia criada pelo batimento cardíaco e espasmos muscular.
Agora você pode ficar no sofá assistindo filmes, e tuitar para o mundo todo que sua mensagem é movida pela tua própria energia interna.

BÔNUS: HIGROELETRICIDADE, A ENERGIA RETIRADA DO AR
Um dos mistérios da ciência é como acontece a eletrificação das nuvens, que formam os raios. Já se sabia que o vapor que escapa de caldeiras é eletrificado, e pode dar dolorosos choques em quem tocar o mesmo.
O professor Fernando Galembeck, trabalhando com pesquisadores da Universidade de Campinas, conseguiu demonstrar em um trabalho que a presença de umidade é essencial para a formação de cargas elétricas em nuvens de partículas suspensas.
Quem sabe, em um futuro próximo, locais com alta umidade no ar terão placas captadoras de higroeletricidade, da mesma forma que outros locais contam com placas coletoras de energia solar.[Listverse]

Fonte: http://hypescience.com/10-estranhas-fontes-de-energia/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.