Bom Jardim Notícias.com

COMO VIVEM OS BEM-TE-VIS? CURIOSIDADES E IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA

COMO VIVEM OS BEM-TE-VIS? CURIOSIDADES E IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA

O Bem-te-vi é uma ave bem popular, até nos centros urbanos podemos encontrá-los e acordar e terminar o dia com seu canto anunciando: bem te vi! O fato é que essa ave é ágil, adaptável e esperta, anima e alegra o ambiente por onde passa ou vive, com sua brejeirice de pássaro e seu canto típico e peculiar. Neste conteúdo serão abordados os seguintes aspectos sobre o bem-te-vi:

1. Classificação científica

Nome científico: Pitangus sulphuratus

  • Classe: Aves
  • Ordem: Passeriformes
  • Subordem: Tyranni
  • Família: Tyrannidae
  • Subfamília: Tyranninae

2. Características

  • Distribuição: América do Sul, América Central e América do Norte
  • Habitat: Campos e cidades
  • Nome comum: bem-te-vi
  • Características: Os bem-te-vis apresentam asas arredondadas e cauda longa.
  • As pernas são pequenas e suas unhas são fortes e alongadas
  • Seu bico preto, um tanto longo e encurvado na ponta
  • Têm por volta de 25 centímetros de comprimento
  • Pesa cerca de 60 gramas
  • Em sua parte dorsal sua cor é parda e na barriguinha, amarelada
  • Sua sobrancelha é branca
  • No alto de sua cabeça tem uma lista que pode ser da cor amarelo claro ao laranja vivo
  • Esta ave se alimenta de frutas, flores, insetos, répteis e ovos de passarinhos
  • O nome dele se deve ao seu canto, cujo som remete à pronúncia das palavras ‘bem te vi’

3. Outros Nomes

  • bem-te-vi-de-coroa
  • bem-te-vi-verdadeiro
  • pituã
  • triste-vida
  • bem-te-vi-de-coria
  • pitanguá
  • siririca (fêmea)
  • pituã
  • pitaguá
  • puintaguá

4. Reprodução do bem-te-vi

A mamãe bem-te-vi faz seu ninho em lugar visível utilizando principalmente capim. Esta ave defende seu ninho com muita coragem, garra e força, tem um instinto acentuado de proteção com sua prole e territorialismo onde constrói o ninho.

O Bem-te-vi é capaz de afugentar e perseguir outros pássaros, como corujas e aves de rapina, mantendo eles longe de seu ninho. A mamãe bem-te-vi põe de 2 a 4 ovos. Tanto o papai, como a mamãe bem-te-vis incubam os ovos.

O ninho é esférico e possui cerca de 25 centímetros de diâmetro e o local onde são colocados os ovos localiza-se na câmara formada dentro dele. Normalmente o ninho é feito na forquilha de um galho.

O ninho fica distante do solo de 3 a 12 metros. Os filhotes ao abandonarem o ninho, ficam vocalizando um “iá” para chamar seus pais pedindo alimento.

5. Comportamento

O bem-te-vi é bem adaptável, vive nas cidades ou nos campos.

É um dos primeiros pássaros a cantar no início do dia e ao findar do dia, ao entardecer, ele nos dá o ar da graça, vocalizando: Bem-te-vi!

Gosta de andar sozinho, mas também pode ser encontrado em grupos de 2 a 4 bem-te-vis, reunidos nos galhos das árvores.

6. Predadores

Apesar dos predadores do bem-te-vi serem temerosos, quando é preciso espantá-los, ele dá um jeito com sua valentia. As aves de rapinas fazem parte do grupo predador do bem-te-vi e são as seguintes:

  • falcão-de-coleira (Falco femoralis)
  • gavião-de-cauda-curta (Buteo brachyurus)
  • gavião-miúdo (Accipiter striatus)
  • gavião-miúdo (Accipiter striatus)
  • gaviãozinho (Gampsonyx swainsonii)
  • gaviãozinho (Gampsonyx swainsonii)

7. Distribuição Geográfica

O bem-te-vi além de ser encontrado no Brasil é uma ave típica da América Latina, com uma distribuição geográfica que ocorre desde o sul do México à Argentina, em uma área estimada de 16.000.000 km².

Pode ser encontrado no sul do Texas e ilha de Trinidad. Nas Bermudas, é a terceira espécie de ave mais comum, podendo atingir densidades populacionais de 8 a 10 pares por hectares.

8. Importância Ecológica

O bem-te-vi tem um importante papel na propagação das sementes, por se alimentar de frutas, contribuindo para o surgimento e desenvolvimento das espécies vegetais.

Outra importância ecológica dele é que ele, também, se alimenta de insetos contribuindo para o equilíbrio do meio-ambiente e para a vida de outras espécies.

9. A lição de adaptação que o bem-te-vi nos dá

Devido ao desmatamento em várias áreas florestais e de mata, o bem-te-vi tem vivido nas cidades, se adaptando ao meio urbano.

Na cidade, para fazer o ninho dos filhotes, esta ave utiliza gravetos, papel, palhas, fitas, plástico e outros materiais.

Como nos centros urbanos não existem muitas árvores e vegetação, eles pousam em antenas de televisão, fios de energia, edifícios e construções. Por se uma ave com uma alimentação generalista, o bem-te-vi conseguiu lidar bem e se adequar à realidade da cidade.

Mesmo lidando com tamanha mudança, este pássaro continua com seu comportamento ativo, alegre e comunicativo.

Afinal ele sempre nos diz: BEM-te-vi! E, é muito bom vê-lo,também!

Fonte – https://www.greenme.com.br/informar-se/animais/6932-como-vivem-bem-te-vis

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.