Bom Jardim Notícias.com

O que é uma mulher frígida?

O que é uma mulher frígida?

Se você já sentiu que tinha alguma dificuldade na hora do sexo, seja por não ter muita vontade e desejo, ou por sentir dores, ou mesmo por raramente sentir prazer, deve ter se perguntado:

Será que eu sou frígida?

Fique tranquila, vou lhe explicar exatamente o que é ser frígida e o que fazer para não ser

O que é frigidez

Se alguém falar com você sobre frigidez feminina, estão falando de muitas situações diferentes:

  • pode ser aquela mulher que não tem vontade de sexo
  • que se sente travada,
  • pode ser uma mulher que não consegue se excitar e ter a vagina lubrificada na relação sexual,
  • pode ainda ser uma mulher que nunca teve orgasmos
  • ou que não consegue sentir orgasmos de uma forma regular.

Antigamente, quando não se sabia qual era a dificuldade sexual da mulher, se falava que era uma mulher frígida.

O que é ser frígida

Mas entendendo o corpo e o funcionamento da mulher, sabemos que a sexualidade feminina é muito rica e que tanto você quanto qualquer mulher pode ter um potencial incrível para o sexo.

E para desenvolver todo este potencial existe um caminho simples, o conhecimento.

“A verdade é que não existe mulher frígida, mas sim a mulher que ainda não se conhece.”

Deixo aqui pra você 3 passos, que se você colocar em prática já vai ajudar você a se sentir uma mulher realizada em todo o seu potencial sexual.

3 passos para sentir-se realizada em todo o seu potencial sexual

Realizar seu potencial sexual

1) Primeiro passo: pare de se comparar com os homens

Se você costuma se comparar, e às vezes até invejar, o jeito como os homens funcionam para o sexo, pare agora.

Sim, os homens têm um jeito mais linear, mais fácil de identificar quando estão com vontade e quase nunca há dúvidas se eles chegaram ao orgasmo.

A coisa funciona assim:

Funcionamento do desejo masculino
Como os Homens geralmente funcionam no sexo

Em geral os homens vão de uma etapa a outra de forma previsível, linear.

Se o funcionamento do corpo para o sexo fosse um avião, os homens funcionariam como o manche, a manivela: uma vez que puxou em uma direção o avião começa a subir de forma constante.

Mulheres funcionam como o painel de um avião

Já as mulheres funcionam mais como o painel do avião. Cheias de botões, luzes e sinais.

Acontece que as mulheres têm os mesmos estágios quando o assunto é o corpo funcionar para o sexo, mas estes estágios não estão em linha reta, e sim em círculo.

Funcionamento do desejo feminino
Já as mulheres funcionam basicamente assim

As mulheres podem começar e terminar a relação sexual em qualquer estágio deste círculo. Inclusive, ir e voltar para os estágios na mesma relação sexual.

Aproveite esta vantagem, que nestas situações o termo frigidez vai ficar longe!

Mulheres são mais complicadas?

Eu digo que são mais favorecidas. Se o homem tem dificuldade em qualquer etapa do sexo fica muito difícil ter prazer ou mesmo continuar a relação.

Já a mulher tem infinitas possibilidades, pode se experimentar de jeitos diferentes, pode se adaptar melhor às fases da vida e às mudanças no próprio corpo, pode ainda mudar e se adaptar a novas necessidades sexuais e de relacionamento.

Por exemplo, depois da gravidez ou mesmo na menopausa, com as mudanças físicas e hormonais, você pode achar que perdeu a vontade para o sexo.

Porém, se você prestar bem atenção, é o que você precisa para o sexo funcionar que mudou: talvez o que te estimulava antes destas situações não estimula mais, mas você pode descobrir novas fontes de excitação e prazer.

Pode ainda se dar conta que talvez precise de mais tempo para esquentar para o sexo, e que muitas vezes a vontade vai vir depois que as carícias já começaram.

Carícias para aumentar o desejo

Isso não significa que você perdeu o desejo sexual, nem que você está frigida ou que é frigida, simplesmente significa que você precisa começar o sexo a partir de um estágio diferente; neste exemplo, na excitação.

Em outras palavras,

  • mulheres não são frígidas,
  • mulheres não gostam menos de sexo
  • mulheres não são mais frias do que os homens;

elas só não aprenderam a pilotar o painel do próprio avião.

Mulheres não são como homens

Curiosidade sobre as mulheres no sexo: Você sabia que mulheres podem ter dois tipos de desejo sexual?

Isto mesmo, 2 tipos, lhe explico:

1) Aquele que acontece espontaneamente, o chamado tesão, vontade de sexo que acontece sem muito esforço.

e

2) Podem ter o desejo sexual reativo, mais comum em mulheres com relacionamentos estáveis, que é um desejo que começa depois que excitação e a lubrificação já estão acontecendo e é uma reação aos estímulos que o parceiro faz, como falar algo, beijo, abraço, etc.

Você já sentiu algum destes?

2) Segundo passo: entenda seu temperamento sexual

Quando se fala em frigidez, as mulheres tendem a se identificar com a falta de vontade para o sexo, o pouco desejo sexual e muitas vezes se consideram mesmo como ‘mulheres frias’.

E é aqui que o conhecimento de si mesma e do seu funcionamento para o envolvimento sexual é importantíssimo.

Vamos imaginar o seguinte: que o seu desejo sexual é um carro. É a força que te move em direção ao seu objetivo, ao seu parceiro(a).

Forças que influenciam o desejo sexual

Agora imagine que existem forças que vão acelerar ou brecar o seu carro:

  • suas experiências,
  • seus aprendizados sobre sexo e sexualidade,
  • suas crenças sobre o que é certo e errado em relação ao sexo,
  • o ambiente que você está no momento (pensando no carro se é uma subida ou uma ladeira, por exemplo).

Cada pessoa tem um carro diferente: algumas são mais sensíveis para os breques, qualquer louça suja na pia é motivo para esfriar, por exemplo.

Há pessoas com aceleradores mais sensíveis: tudo é uma pista para o envolvimento sexual, um olhar, um toque, etc.

Esta combinação entre suas sensibilidades para brecar e acelerar seus impulsos e vontades sexuais é o que faz seu desejo andar mais rápido, mais devagar, precisar de mais tempo para esquentar e todas as variações no jeito como a vontade para o sexo funciona para cada pessoa.

Entenda como você funciona

O segredo está em descobrir:

  • os fatores da sua vida,
  • das situações,
  • da sua história e
  • dos seus relacionamentos

que acionam seu breque ou seu acelerador. Assim você pode criar estratégias para desligar o que te esfria e ligar o que te esquenta.

Elimine o que te esfria e alimente o que te esquenta.

Alimente o que te esquenta

3) Terceiro passo: aceite que você é normal

Muitas vezes ouvimos alguém falar que é frígida, para dizer que não é normal em relação ao sexo, que têm alguma dificuldade.

Você já deve ter percebido até aqui que todos nós, homens e mulheres, temos os mesmos componentes na vida sexual, só que organizados de forma diferente.

Somos todos iguais e, ao mesmo tempo, somos todos únicos.

Se você está insatisfeita com sua vida sexual, com seu desejo ou seu prazer nesta área da vida, lembre-se de que você é normal.

Quanto mais você souber de si-mesma, mais capacidade você terá para realizar plenamente seu potencial sexual.

Melhor sexualmente você será quanto mais você buscar seu potencial sexual.

E não há nada melhor do que se sentir viva, inteira, confiante e dona de si neste aspecto da vida.

Por isso, busque ajuda especializada.

O Psicólogo especialista em Sexualidade é capacitado para entender estas questões e te ajudar a traçar as estratégias para ajudar caso a caso, para cada tipo de dificuldade.

Gabriela Pavani Daltro

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). CRP 06/86668. Extensão em Psicogerontologia (Terceira Idade) pela PUC-SP. Especialista em Sexualidade Humana pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo(FMUSP). Terapeuta de Casal pelo Ciclo-Ceap SP. Especializanda em Neuropsicologia clínica pela USP-SP. Extensão em “Desfechos Negativos Associados ao Comportamento Sexual (Compulsão sexual, ISTs/AIDS, violência sexual) pelo Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo do HC-FM-USP. Capacitação em Intimidade e Sexualidade do Casal pelo Relational Life Institute – Estados Unidos. Autora dos Livros Digitais: Prazer na Intimidade – Guia para Mulheres e Como ter Orgasmos Sempre. Membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana – SBRASH.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.