Bom Jardim Notícias.com

Além da vida: Artistas lucram depois de mortos

Depois de confirmada a morte de Amy Winehouse no último sábado (23), tudo indicava que o sucesso que a cantora fez enquanto esteve viva poderia estagnar e mantê-la apenas na memória de seus fãs. Mas em um mundo cada vez mais capitalista, a história não é bem assim.

Amy, que lançou somente dois álbuns, “Frank” e “Back to Black”, não deixará seus admiradores órfãos de sua música. O produtor Salaam Remi, que trabalhou como a cantora desde o início de sua carreira, divulgou na internet uma versão inédita da música “Some Unholy War” – o que tem impulsionado os fãs a buscarem mais músicas da inglesa na internet. Além de ficar à frente de muitos artistas nas paradas, Amy Winehouse promete, mesmo falecida, faturar muito mais do que quando estava viva.

Por conta nas inúmeras polêmicas que se envolveu, Amy não figurava as primeiras posições nas paradas há alguns meses, porém sua morte foi um dos motivos para garantir o topo em um site de downloads de música no Reino
Unido. Ela está em primeiro lugar desde sábado (23).

Além disso, o jornal “Daily Mirror” afirma que a cantora gravou material suficiente para lançar mais três discos. Ela estava trabalhando no novo álbum há dois anos. Porém, a gravadora de Amy havia rejeitado parte do
material produzido por Salaam Remi. Winehouse não queria lançar um disco que não fosse perfeito.

Já tem até cantores famosos embarcando na morte da cantora para lançar músicas sobre ela. M.I.A, por exemplo, divulgou em seu Twitter uma faixa em homenagem à amiga e artista. “Eu levei você até a clínica para ficar
sóbria, mas você não conseguiu. Todos os rockstars vão para o céu, você disse que estaria morta aos 27”, diz a cantora em alguns trechos da canção, que se chama “27”.

Ainda é cedo para calcular o quanto Amy Winehouse está lucrando após sua morte. Mas a tenência é seguir os passos de outros artistas que mantiveram a fama e a vida financeira em alta mesmo depois do falecimento.

É válido lembrar também que tem os amigos dos famosos mortos que aumentam a conta bancária, pois começam a leiloar objetos pessoais dos astros e fotos inéditas.

Quando se fala em lucro depois da morte, não se pode deixar de citar Michael Jackson. O “Rei do Pop” ainda ganha muita grana. Michael já arrecadou mais de US$ 275 milhões (cerca de R$ 424 milhões) desde que morreu!
Para se ter uma ideia da fortuna gerada, o lucro somado de Madonna, Lady Gaga, Beyonce e Jay-Z nem chegava a US$ 250 milhões (cerca de R$ 386 milhões) na época.

Deixando para trás Beyoncé, Lady Gaga, Madonna e outros grandes nomes da música atual, Michael ficou por um bom tempo no topo das paradas após sua morte, em junho de 2009. No ano passado, a revista “Forbes”
listou celebridades que mais lucraram após o falecimento (de outubro de 2009 a outubro de 2010), e o astro garantiu o primeiro lugar até nisso.

Elvis Presley também é outro cantor que não deixou de fazer sucesso nem depois que não tinha mais jeito de fazer música. O bonitão rendeu em 2008 mais de US$ 49 milhões (cerca de R$ 75 milhões). E ficou em primeiro lugar
na lista da revista em 2009.

Também em 2008, um multimilionário era Heath Ledger. O ator, que deu vida a personagens inesquecíveis no cinema, como Coringa (de “Batman”), morreu em janeiro do mesmo ano, mas não deixou de fazer dinheiro. Por seu último filme estrelado, “Batman – O cavaleiro das trevas”, gerou mais de US$ 20 milhões (cerca de R$ 30 milhões).

Marilyn Monroe fez sucesso com seu corpo, rosto e pelo jeito único de ser como artista. A loira, que sofreu uma overdose de remédio em 1962, ainda rende muita grana. Até 2008, ela tinha arrecadado US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 10 milhões).

Fonte: msn

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta