Bom Jardim Notícias.com

Paralisação de médicos contra planos de saúde começa hoje

Paralisação de médicos contra planos de saúde começa hoje

SÃO PAULO – Os profissionais de saúde irão suspender a prestação de serviços aos planos de saúde a partir desta quarta-feira (10), informou a AMB (Associação Médica Brasileira). A paralisação deverá durar por até 15 dias, mas os casos de urgência e emergência serão tratados normalmente.

No Estado de São Paulo a suspensão do serviço ocorrerá em forma de rodízio, e somente dez planos de saúde, que não aceitaram negociar com os profissionais, serão afetados. São eles: Green Line, Intermédica, Itálica, Metrópole, Prevente Sênior, Santa Amália, São Cristóvão, Seisa, Transmontano e Universal. Confira abaixo o calendário de serviços suspensos:

10/10 – Todos os médicos credenciados dos planos-alvo
11/10 – Ginecologia e Obstetrícia, Anestesiologia e Cardiologia
15/10 – Endocrinologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Pneumologia
16/10 – Ortopedia e Traumatologia, Angiologia, Cirurgia Vascular e Medicina do Esporte
17/10 – Endoscopia, Dermatologia e Alergia e Imunologia
18/10 – Todos os médicos credenciados dos planos-alvo

Demais Estados
As organizações de médicos de diversos Estados brasileiros estão organizando uma série de atividades contra os abusos praticados pelos planos de saúde. Dos que vão suspender os atendimentos estão o Acre, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Sergipe.

Os Estados do Ceará, Distrito Federal, Pará, Piauí e Roraima não paralisarão os atendimentos médicos, mas apoiarão o protesto por meio de atos públicos, audiências e coletivas de imprensa. Já os Estados Espírito Santo, Paraíba, Rio de Janeiro e Tocantins ainda estão organizando assembleias para discutir a adesão ao movimento, ou não divulgarão informativos sobre o assunto. Somente o Amapá confirmou que não irá participar do protesto nacional.

Fonte http: uol.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.