Bom Jardim Notícias.com

Governadores do PSB prometem apoio à Dilma

Governadores do PSB prometem apoio à Dilma

Do BR 247

Os governadores do PSB que são contrários à decisão do partido de deixar de ser independente para se formalizar como oposição, Paulo Câmara (Pernambuco), Ricardo Coutinho (Paraíba) e Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal), deram mais um passo no sentido de aproximação com o Palácio do Planalto hoje.

Ricardo-Coutinho-Dilma-Rousseff-Rodrigo-Rollemberg-e-Paulo-Câmara-e1443639114551

O trio foi chamado para uma reunião com a presidenta Dilma Rousseff, na qual ela pediu para que passassem a atuar como interlocutores junto à bancada da legenda neste momento difícil para que o ajuste fiscal seja aprovado. Dilma também pediu para que eles insistam com os parlamentares da sigla para votarem pela aprovação dos vetos a matérias consideradas “pautas-bomba”, em sessão programada para se realizar hoje.

Embora sabendo que é forte entre os deputados e senadores do PSB no Congresso o interesse de fazer com que a sigla passe a ser oposicionista, segundo assessores que participaram da conversa, os governadores demonstraram concordar com a aprovação dos vetos e disseram que vão procurar formas de ajudar o Executivo para ajudar na situação econômica do país. Mas uma das expectativas que vinha sendo comentada nos bastidores, de que fosse oferecido por Dilma, de volta à sigla, o Ministério da Ciência e Tecnologia (que antes pertencia ao PSB), num possível retorno do PSB à base aliada, não foi tratado no encontro.

A situação, no entanto, é de impasse, já que apesar das divergências entre o grupo do Congresso e o que é capitaneado pelos três governadores, a legenda já começa a evitar falar no assunto antes de tomar uma decisão colegiada – a partir de reunião da executiva, programada para se realizar em 15 de outubro. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira (que é um dos mais enfáticos no discurso oposicionista), já recua em suas declarações e afirma que mesmo sem fazer parte da base aliada eles podem vir a ajudar o governo “caso a presidenta apresente uma proposta para tirar o país da crise”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.