Bom Jardim Notícias.com

“Eu dei azar de ser dependente químico”, diz Casagrande sobre vício em cocaína

“Eu dei azar de ser dependente químico”, diz Casagrande sobre vício em cocaína

O ex-jogador de futebol e comentarista Walter Casagrande falou sobre dependência química em cocaína, durante entrevista ao programa Nasi Noite Adentro, que vai ao ar na noite de quinta (22), no Canal Brasil. “Eu dei azar de ser dependente químico. O que eu queria na minha vida? Poder ‘dar um tirinho’, beber um vinho, ver um show de rock e ir para a minha casa dormir. Era o meu sonho. Não dá. Se eu der um tirinho, vou ficar quatro dias cheirando; se eu beber uma taça, vou tomar dez garrafas de vinho, vou pra minha casa três dias depois e minha vida vai para o inferno”, disse ele que, para “ficar limpo”, sequer frequenta lugares onde haja pessoas bebendo.

Casagrande começou a usar cocaína aos 14 anos e intensificou o consumo nos anos 1980, durante a carreira de jogador, para conseguir compensar fora do campo a adrenalina que vivia dentro. “Você faz um gol em Copa do Mundo e, em três segundos, você vai de zero a cem, a adrenalina. Bate tudo no seu corpo. Não tem nada que faça isso a não ser a droga. A cocaína dá um prazer imediato, mas depois ela volta”, explicou.

Após infarto, acidente de carro e internação em clínicas de reabilitação decorrentes do uso de drogas, Casagrande hoje dá palestra sobre dependência química e diz que não bebe nem usa droga alguma. “Minha prioridade na vida é nunca mais usar droga. Se eu nunca mais usar, tudo acontece do jeito que está: ascensão profissional, vida sadia… Eu estou ótimo, melhor momento da minha vida. Recuperei o relacionamento com meus filhos, tenho convite para várias entrevistas, porque eu venho. Antigamente, não sei; se eu não usasse [droga] antes, eu vinha; se eu usasse, eu dava uma ligada e avisava: ‘Hoje não vai dar’. Fiz várias vezes isso”, revelou.
http://blogs.ne10.uol.com.br/social1

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta