Bom Jardim Notícias.com

Náutico perde para o Oeste e aumenta distância para sair do Z4

Náutico perde para o Oeste e aumenta distância para sair do Z4

O Náutico não conseguiu evitar a derrota contra o Oeste, neste sábado (16), na Arena Barueri. O time comandado por Roberto Fernandes foi vencido por 1×0 e viu a distância para o 16º colocado aumentar de cinco para sete pontos. O gol da vitória da equipe paulista foi marcado aos 27 minutos do segundo tempo, numa cabeçada do atacante Robert. O destaque negativo da equipe alvirrubra ficou pela expulsão infantil do lateral Ávila, ainda no primeiro tempo. Em dois minutos, ele recebeu dois cartões amarelos e prejudicou, principalmente, a parte ofensiva do Timbu.

Agora, o Alvirrubro se prepara para enfrentar o Internacional, no Lacerdão, em Caruaru, na próxima semana. Já o Oeste encara o Luverdense, fora de casa. O Náutico permanece na vice-lanterna com 20 pontos.

Oeste controla a bola, e Náutico aposta em contra-ataque

Náutico e Oeste não fizeram um primeiro tempo de muitas chances claras, mas o jogo foi longe de ser truncado. O mandante usava a sua característica de jogo e era quem tinha o amplo controle da posse de bola, enquanto o Timbu se defendia e apostava nas saídas verticais em busca do contra-ataque. O primeiro bom ataque foi num chute de Giovanni, aos quatro minutos, de fora da área. A bola, que parecia ser bastante defensável, foi espalmada pelo goleiro Rodolfo, mas ninguém do Náutico apareceu para o rebote.

Depois do lance, o Oeste foi quem passou a assustar mais. Sempre pelas bola aéreas. O primeiro susto veio com Raphael Luz. O atacante recebeu cruzamento de Gabriel Vasconcelos e subiu entre os zagueiros alvirrubros para cabecear. Mas a bola foi para fora.

O jogo se seguiu assim, com um Náutico tentando se fechar na defesa, mas dando espaços para o Oeste, enquanto buscava atacar o adversário nos contra-ataques, que também lhe era permitido.

O primeiro tempo que era, até certo ponto, controlado, contou com uma expulsão infantil de Ávila. Aos 41, ele impediu a reposição de bola do goleiro, e recebeu o primeiro amarelo. Aos 43, colocou a mão na bola, no meio-de-campo, e foi para o chuveiro mais cedo.

Náutico abdica do ataque, e persistência do Oeste resulta em gol

Se a expectativa era que o Oeste passasse a sufocar o Náutico desde o início do segundo tempo por ter um jogador a mais, isso não aconteceu. O Timbu já não imprimia nenhuma força ofensiva, como tentava no primeiro tempo. Mas a equipe paulista, por sua vez, também não controlava o jogo como deveria.

Embora o Oeste tenha como filosofia de jogo usar as trocas de passes para criar suas jogadas, era dos cruzamentos que a equipe comandada por Roberto Cavalo abusava. A finalização não era efetiva, e Jefferson não foi tão exigido como deveria. Mas de tanto rondar o ataque e de tanto tentar, o gol saiu. Robert, que entrou durante a partida, recebeu cruzamento e, entre a defesa, cabeceou para abrir o placar, aos 27 do segundo tempo.

O Náutico sentiu, ainda mais, a deficiência numérica que tinha. Pouca força para ir buscar o empate. Roberto Fernandes até tentou ir para o tudo ou nada. Colocou o atacante Vinícius no lugar de Diego Miranda, mas não adiantou, e o Timbu amargou a derrota.

FICHA DO JOGO: OESTE 1 X 0 NÁUTICO

Oeste: Rodolfo; Daniel Borges, Joilson, Leandro Amaro e Guilherme Romão; Betinho, Lídio (Robert), Danielzinho e Raphael Luz; Mazinho e Gabriel Vasconcelos (Jheimy). Técnico: Roberto Cavalo.

Náutico: Jefferson; Joazi, Aislan, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Amaral, Giovanni e Diego Miranda (Vinícius); Gilmar, William (Manoel) e Rafinha (William Schuster). Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Arena Barueri. Horário: 16h30. Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Assistentes: João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ) e Wendel de Paiva Gouveia (RJ). Gol: Robert (O), aos 27 do 2T. Amarelos: Joilson (O), Diego Miranda (N), Jefferson (N) e Robert (O) Vermelho: Ávila (N)

http://blogs.ne10.uol.com.br/torcedor/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta