Bom Jardim Notícias.com

11 itens do seu banheiro que devem ir para o lixo o quanto antes

11 itens do seu banheiro que devem ir para o lixo o quanto antes

É difícil acompanhar a data de validade de cada produto, cosmético ou medicamento no armário do banheiro. A gente pisca e mais dez produtos já venceram. Para lembrar de passar o pente fino em todos os itens do banheiro e manter a situação sob controle, uma ótima dica é checar todos os itens do banheiro e do armário de remédios duas vezes por ano: quando mudar os relógios para o horário de verão e quando mudar novamente para o horário regular.

Então aproveite esta dica fácil de memorizar e preste atenção nesta lista de 11 itens que provavelmente devem ser jogados fora:

  1. Escova de dentes com mais de três meses de uso

A recomendação da Associação Brasileira de Odontologia é que as escovas sejam trocadas a cada três meses de uso. Isso significa quatro escovas por ano. Não parece tão ruim, né. Se você escova os dentes com muita força, porém, as cerdas podem estar estragadas e sua escovação pode ser prejudicada. Neste caso, é necessário trocar de escova antes dos três meses e tentar pegar mais leve na escovação, com movimentos suaves e curtos.

Outra dica é trocar de escova depois de doenças ou hospitalização, mesmo que a escova tenha pouco uso. Sempre que ocorrer algum tipo de infecção ou internação hospitalar, a escova deve ser trocada porque pode estar contaminada com fungos e bactérias.

  1. Pasta de dentes vencida

Quem nunca encontrou uma pasta de dentes esquecida desde a última viagem em uma nécessaire ou lá no fundo do armário do banheiro? É importante verificar se a pasta está na validade porque o flúor de uma pasta velha pode não funcionar do jeito que deveria. Sua consistência também muda, tornando difícil espremer o conteúdo da bisnaga.

  1. Protetor solar vencido

Este é um item que muita gente tem dó de jogar fora, afinal de contas protetor solar custa caro (mas muito menos caro do que ter câncer de pele). Se ele já estiver vencido, sua pele não fica protegida como deveria. Os protetores costumam manter sua eficácia por três anos depois da fabricação. Depois disso, ele pode não proteger a pele dos raios UV perigosos. É melhor não arriscar.

O protetor solar que ficou com a consistência ou cor alterados algumas semanas ou meses depois da abertura também devem ser descartados.

  1. Cosméticos que mudaram de cor, cheiro ou consistência

Há quatro sinais que mostram quando está na hora de jogar fora um creme facial, maquiagem ou outros produtos de beleza.

O primeiro é a cor. Um amarelado de leve não é um grande problema, mas mudanças drásticas de cor não devem ser ignoradas.

Em segundo lugar vem o cheiro. É normal que o produto perca o cheiro com o tempo, mas adquirir um cheiro rançoso, por exemplo, não é nada bom. Isso indica que os óleos da composição do produto estragaram.

A mudança na consistência também indica que é hora de dizer tchau ao produto.

O último sinal é a presença de pontinhos pretos, que costumam ser fungos ou bactérias. Esses produtos devem ser descartados imediatamente.

  1. Medicações vencidas

Remédios vencidos devem ser descartados sem dó nem piedade. Especialmente insulina, antibióticos e nitroglicerina, que nunca devem ser usados quando vencidos.

Para descartar um remédio, não o jogue no lixo comum ou no vaso sanitário. Os medicamentos que não serão usados devem ser incinerados, e isso também não deve ser feito em casa. No Brasil todo há 702 farmácias em 12 estados que recebem esses medicamentos, como lojas da Droga Raia, Drogaria Carrefour e do hipermercado Extra.

Há também programas municipais de descarte, então você deve conferir como funciona em sua cidade. São Paulo, Birigui e Recife são algumas das cidades em que os moradores podem levar os remédios vencidos para qualquer Unidade Básica de Saúde.

Quando jogado no vaso sanitário, o remédio contamina a rede de esgoto doméstico, que mesmo tratado ainda fica com os produtos químicos dos medicamentos, como hormônios dos anticoncepcionais femininos.

Já que você vai estar com a mão na massa, aproveite e tire os medicamentos do banheiro. Eles devem ser armazenados em locais secos e frescos, então cozinhas e banheiros costumam ser uma péssima ideia. É melhor guardar, fora do alcance das crianças, no quarto ou na despensa (se ela ficar em um cômodo diferente da cozinha).

  1. Produtos para acne que já estão abertos há algum tempo

Pomadas para acne que possuem ácido salicílico e peróxido de benzoíla deixam de funcionar rapidamente depois de abertos. Você deve jogar tubos desses produtos que já estão abertos há mais de seis meses fora, mesmo que ele ainda não esteja vencido.

  1. Álcool, peróxido de oxigênio e soro fisiológico que você tem há meses

Desinfetantes como álcool e peróxido de oxigênio se tornam menos eficazes com o passar do tempo. Se você não os usa com frequência, o melhor é comprar garrafinhas pequenas.

O mesmo vale para soro fisiológico (solução de NaCl a 0,9%) usado em inalação, alívio da congestão nasal e cuidado de lesões da pele, entre outros. A estabilidade das soluções pode ser afetada simplesmente pelo contato com o ar, além da contaminação microbiana. O soro deve ser mantido na geladeira depois de aberto, para dificultar a proliferação de fungos e outros microrganismos, e descartado 15 dias depois.

  1. Caixinhas antigas de lentes de contato

As caixinhas de lente de contato devem ser substituídas a cada três meses. Isso porque seus dedos entram em contato com ela, levando bactérias e fungos para suas lentes, que por sua vez passarão o dia inteiro coladinhas nos seus preciosos olhos. Caixas de lente antigas podem causar infecções oftalmológicas graves.

  1. Solução para lente de contato vencida

Você nunca deve usar solução para lente de contato vencida. Mesmo se a garrafa estiver cheia e der uma tremenda dor no bolso jogá-la fora. Essa solução pode acabar contaminada, e usá-la também vai resultar em infecções que podem causar cegueira.

  1. Aquele pote enorme de hidratante

Os seus dedos também levam bactérias aos potes de hidratante. O melhor é comprar potes menores, para que você use o produto mais rapidamente e depois abra outro pote quando necessário.

  1. Absorvente interno antigo ou com embalagem rasgada

Um absorvente interno tem validade de cerca de cinco anos, mas quando é armazenado em banheiros cheios de vapor do chuveiro, podem acabar mofados.

Por isso é importante verificar que a embalagem não está aberta ou rasgadinha, e descartar absorventes que estão no armário do banheiro há muito tempo. [Science Alert, Associação Brasileira de Odontologia, Prefeitura de São Paulo]

Fonte: https://hypescience.com/11-coisas-do-seu-banheiro-que-voce-deve-jogar-fora-o-quanto-antes/ – Por Juliana Blume

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.