Bom Jardim Notícias.com

Estresse prejudica a memória

Estresse prejudica a memória
Quais são os efeitos do estresse na memória? É verdade que ele pode ter tanto efeitos negativos quanto positivos? Em termos gerais, o estresse não é um bom aliado na performance do cérebro. Todos nós já nos vimos em uma situação de apuros, em que é necessário relembrar uma informação imediatamente. E, na maior parte dos casos, esse nervosismo é um fator desestabilizante, que prejudica, em curto prazo, a memória. Mas pesquisas recentes mostram que o estresse continuado tem um efeito muito similar, prejudicando a memória a longo prazo.

Como o estresse afeta o cérebro

Quando estamos estressados, seja física, seja psicologicamente, nosso corpo libera o hormônio cortisol na nossa corrente sanguínea – também conhecido como o hormônio do estresse. É o nosso cérebro – mais especificamente o córtex adrenal – quem produz o cortisol. Esse hormônio também afeta o sistema imunológico e a pressão sanguínea, além de influenciar a resposta inflamatória do corpo. O cortisol também está conectado à liberação de diversas substâncias no nosso corpo, tais como o sódio, o potássio, as secreções gástricas, os aminoácidos e as insulinas.

Os efeitos do estresse na memória

estresse agudo ocorre quando o cérebro produz cortisol por um período curto e determinado de tempo. Usualmente, esse estresse agudo tem um efeito benéfico para a memória – não devido ao cortisol exatamente, mas à adrenalina, que também está presente em situações estressantes pontuais. A conjunção de cortisol e adrenalina é capaz, ainda, de criar memórias emocionais de longa duração. É por isso que traumas ficam tão presentes na nossa memória.

Já o estresse crônico é caracterizado por níveis elevados de estresse, mantidos por longos períodos de tempo. Este tipo de estresse afeta negativamente o nosso corpo, resultando em condições como pressão alta, enfraquecimento da imunidade, diminuição das respostas inflamatórias e fragilidade óssea.
Mas, além de tudo isso, o estresse também impacta negativamente nossa capacidade cognitiva. O efeito maléfico do estresse na memória é gerado pela longa exposição do cérebro ao cortisol. Essa substância pode gerar danos às células do hipocampo – estrutura cerebral essencial para a formação de novas memórias. Desse modo, problemas para lembrar informações e a para conectar pensamentos podem surgir devido ao estresse crônico. Um estudo publicado em 2005 mostrou que problemas de memória estão relacionados a uma diminuição do volume do hipocampo em adultos de idade avançada que foram expostos ao cortisol por longos períodos de tempo.
Como lidar com o estresse
Diversas ferramentas estão disponíveis para medir os níveis de estresse – a mais popular deles é a dosagem de cortisol no sangue. Quando você se sente ansioso, depressivo ou com dificuldade para controlar s emoções, é provável que esteja experimentando estresse crônico. Uma vez detectados os sintomas, algumas ações podem ser tomadas, tais como:
  • Manter uma rotina regular de exercícios, que liberam endorfinas e ajudam a combater o estresse
  • Realizar exercícios de respiração, com inspirações profundas pelo nariz e expirações pela boca, com várias repetições ao longo do dia
  • Manter uma rotina de sono saudável
  • Focar-se em atitudes positivas
  • Manter contato frequente com amigos e parentes

http://www.maisoumais.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.