Bom Jardim Notícias.com

SPORT PERDE A TERCEIRA SEGUIDA

SPORT PERDE A  TERCEIRA SEGUIDA

O Sport teve chances, mas sem qualidade nas finalizações principalmente no primeiro tempo com Michel Bastos, saiu derrotado do Barradão pelo Vitória por 1×0. O único gol do jogo aconteceu aos 16 minutos do 2º tempo, com o atacante Erick, cria da base do Náutico que foi negociado para o futebol português e foi repatriado pelo rubro-negro baiano.

Inicio de jogo morno

Com os time escalados, as propostas em campo ficam clara. O Vitória veio com seis mudanças, e mais uma no banco de reservas porque suspenso, Vagner Mancini teve que ficar no camarote. No Sport, nada diferente do que Claudinei já tinha avisado, a mudança real foi cobrada na atitude

Sport assusta primeiro

Aos 14 minutos, em uma jogada que veio da direita no escanteio cobrado por Michel Bastos, o Sport assustou. O goleiro Ronaldo saiu mal da meta, e a bola sobrou para Gabriel. O camisa 30 do Leão pernambucano, chutou com perigo, a bola tocou a rede pelo lado de fora. A resposta do Vitória veio três minutos depois com Luan. O jovem meia do rubro-negro baiano fez bela jogada pelo meio, chutou com força mas a bola foi interceptada pela defesa do Sport indo à escanteio.

Aos 23 Gabriel fez lançamento para Rogério, o zagueiro do Vitória se atrapalhou no corte e Michel Bastos chutou a bola passou muito perto do gol.

Mudanças forçadas

Na metade da primeira etapa os técnicos tiveram que alterar suas equipes. Aos 25 Rogério caiu no gramado. O atacante tinha disparado em velocidade pela direita e acusou dor na coxa esquerda. Foi substituído por Hygor. Suspeita de lesão muscular.

Na sequência foi a vez de Luan sair do jogo para dar lugar a Erick, ex- Náutico. O substituído acusou dores na parte posterior da coxa direita e foi sacado da partida.

Sport perde, Vitória reage

Michel Bastos teve a segunda chance no jogo, essa mais clara. Fellipe Bastos lançou o meia-atacante que avançou ganhou na corrida, entrou na área mas na hora da finalização, errou a direção e a bola saiu. Foi o segundo lance que o Sport perdeu com chance total de finalizar e comemorar.

Pressionado o time baiano se arriscou mais ao ataque sem descuidar da marcação. Neílton, Erick e André Lima trocaram de lado no campo e foi o momento de maior pressão do Vitória, nos últimos minutos do segundo tempo.

Etapa final

Os times voltaram com a mesma formação para o segundo tempo, mas no Vitória a conversa de vestiário pareceu surtir efeito. O time de Salvador voltou mais efetivo, buscando bola, invertendo os atacantes, pressionando o Sport.

Cria do Náutico faz bonito

Com o Vitória no ataque, as chances ficaram cada vez mais escassas para o Sport, o rubro-negro baiano aumentou a blitz. Primeiro Erick recebeu dentro da área e na disputa de bola com Raul Prata, o lateral levou a melhor, tiro de meta mesmo com os protestos baianos pedindo pênalti.

Na segunda chance o atacante criado no CT Wilson Campos não perdeu. Aos 16, Erick recebeu no contra-ataque em velocidade, carregou, driblou, trocou de pé e finalizou, um bonito chute sem defesa para Magrão. Vitória abrindo o placar com o jovem pernambucano.

Sport tenta na reta final

Com as mudanças nos times, o Sport melhorou na reta final da partida. Passados os 35 minutos, com a entrada de Carlos Henrique o rubro-negro da Ilha do Retiro melhorou no aspecto ofensivo, mesmo correndo risco de ficar exposto na defesa, e por pouco o empate não sai.

Aos 37, Hygor teve a bola do gol, após boa jogada de Marlone e Michel Bastos, a bola sobra para o atacante Hygor dentro da área, mas Ronaldo faz uma grande defesa e segura o resultado. No final o árbitro acrescentou cinco minutos ao segundo tempo, e aí o Sport armou uma blitz para tentar buscar o empate, mas não conseguiu. Festa do rubro-negro baiano que ficou com os três pontos no Barradão.

Ficha do jogo

Vitória 1
Ronaldo; Ramon, Aderllan, Rua Renato e Matheus; Willian Farias, Arouca, Yago, Enilton, e Luan (Erick) André Lima (Walter Bou). Técnico: Vagner Mancini

Sport 0
Magrão; Raul Prata, Léo Ortiz, Ronaldo Alves e Sander; Deivid (Carlos Henrique), Fellipe Bastos, Michel Bastos, Gabriel e Rafael Marques (Marlone); Rogério (Hygor). Técnico: Claudinei Oliveira

Local: estádio Barradão (Salvador)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Gol: Erick (15min do 2ºT) – Cartões amarelos: Aderllan (V); Deivid, Rafael Marques (S)
Público: 6.007 pessoas – Renda: R$ 57.706,50

Fonte – http://blogs.ne10.uol.com.br/torcedor/2018/07/26/ex-nautico-comanda-triunfo-do-vitoria-sobre-o-sport-em-salvador/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.