Bom Jardim Notícias.com

Sport é atropelado pelo Atlético/MG e segue em penúltimo

Sport é atropelado pelo Atlético/MG e segue em penúltimo

A estreia do técnico Milton Mendes no comando do Sport não surtiu o efeito esperado. Ao menos não de imediato. Embora o Leão tenha começado bem o duelo contra o Atlético/MG, no Independência, em Minas Gerais, os erros gritantes se repetiram e o Galo venceu por 5×2, com tranquilidade. O resultado deixa os rubro-negros ainda na 19ª colocação da Série A, com 24 pontos, afundado na zona de rebaixamento.

O confronto começou pegando fogo. Logo nos dois primeiros minutos, boas chances de gol para ambos os lados. Aos seis minutos, as redes estufaram pela primeira vez. E curiosamente, a favor do Sport. Marlone bateu escanteio fechado, Michel Bastos desviou de cabeça, a bola resvalou em Leonardo Silva e Victor não segurou. O Leão saía na frente, mas sofreu um contragolpe logo depois.

Aos oito minutos, Chará aproveitou falha grave de Ernando, carregou a bola e encontrou Elias entrando livre na área. O volante bateu rasteiro, de primeira, e igualou o placar. O Atlético/MG seguiu na pressão e o Sport tentava se segurar. Em um lance de azar, Durval deu carrinho na área e a bola pegou em seu braço, que estava aberto. Pênalti marcado. Fábio Santos bateu no meio e virou o jogo aos 24 minutos.

Galo ficou mais à vontade, enquanto os rubro-negros tiveram dificuldades em conter o nervosismo. Aos 26 minutos, Emerson foi lançado, entrou na área rubro-negra sem deixar a bola cair e bateu de esquerda, fazendo um golaço. Parecia que não poderia ficar pior. Durval provou o contrário. Após passe errado dos mandantes, o zagueiro esperou uma saída de Magrão, Cazares aproveitou a bobeira e fez 4×1, aos 28 minutos.

Para completar, Durval, em provavelmente uma das piores atuações de sua carreira, fez falta dura em Ricardo Oliveira, tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso, aos 32 minutos de jogo. Com a superioridade homens em campo, o time da casa relaxou naturalmente. No segundo tempo, Michel Bastos diminuiu aos 11 minutos, aos desviar de cabeça um cruzamento de esquerda de Raul Prata.

A reação dos visitantes parou por aí. Aos 19 minutos da etapa final, Chará, um dos melhores em campo, fez boa jogada, mas parou em ótima defesa de Magrão. Mais um gol do Galo parecia questão de tempo. Dito e feito. Aos 24 minutos, Cazares deu lindo passe para Ricardo Oliveira, que entrou na área e bateu de pé esquerda, sem chances de Magrão, fechando a conta em 5×2.

FICHA TÉCNICA:

Atlético/MG 5
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Elias (Matheus Galdezani), Luan (Edinho), Cazares (Nathan) e Chará; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Sport 2
Magrão; Ernando, Ronaldo Alves e Durval; Sander, Marcão, Jair, Mateus Gonçalves (Gabriel), Marlone e Michel Bastos; Rafael Marques (Raul Prata). Técnico: Milton Mendes:

Local: Arena Independência (em Belo Horizonte).
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho. Assistentes: Daniel Luis Marques e Daniel Paulo Ziolli.
Gols: Leonardo Silva (contra), aos seis do 1ºT; Elias, aos oito do 1ºT; Fábio Santos, aos 24 do 1ºT; Emerson, aos 26 do 1ºT; Cazares, aos 28 do 1ºT. Michel Bastos, aos 11 do 2ºT; e Ricardo Oliveira, aos 24 do 2ºT.
Cartões amarelos: Durval, Sander, Marcão e Gabriel (S); Maidana (A).
Cartão vermelho: Durval (S)
Público: 22.654. Renda: R$ 252.708,00.

Fonte – https://www.folhape.com.br/esportes/sport/sport/2018/09/30/NWS,82986,66,548,ESPORTES,2191-SPORT-ATROPELADO-PELO-ATLETICO-SEGUE-PENULTIMO.aspx

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.