Bom Jardim Notícias.com

Sport bate o Vasco e segue vivo na briga contra rebaixamento

Sport bate o Vasco e segue vivo na briga contra rebaixamento

No sufoco e com muita luta, o Sport mostrou garra e suou para vencer o Vasco da Gama por 2×1, na noite deste sábado (20), na Ilha do Retiro, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Com o resultado conquistado dentro de casa, os rubro-negros chegaram aos 30 pontos, permaneceram na vice-lanterna (19ª colocação) e seguem vivos na briga contra o rebaixamento. Na próxima rodada, o Leão enfrenta o Grêmio, no próximo sábado (27), em Porto Alegre, às 16h30.

Com o apoio da torcida, os rubro-negros tiveram uma atuação segura no primeiro tempo. Com consistência ofensiva, o Leão pressionou os vascaínos e o ímpeto do ataque surtiu efeito. Após o meia Michael Bastos acertar o travessão do goleiro Fernando Miguel e o centroavante Hernane Brocador finalizar com perigo, os donos da casa abriram o placar com o Mateus Gonçalves aos 25 minutos. O atacante chutou colocado de fora da área e mandou a bola no ângulo para fazer 1×0. Além de sofrer o gol, o Vasco ainda perdeu no mesmo momento o meia Yago Pikachu, substituído depois de uma pancada na cabeça.

Em ritmo sonolento, os visitantes demoraram a entrar no jogo e por pouco não sofreram outro golpe, mas o lateral-direito Claudio Winck desperdiçou a oportunidade de ampliar a vantagem e os pernambucanos pagaram caro. Apesar do fraco rendimento dentro de campo, os cariocas chegaram ao gol de empate aos 38 minutos. Após cruzamento da direita, o volante Willian Maranhão dividiu com a zaga rubro-negra e a bola sobrou para o lateral-esquerdo Fabrício, que teve frieza para driblar o goleiro Mailson e balançar as redes: 1×1 e fim da etapa inicial.

Na volta do intervalo, o Vasco da Gama/RJ equilibrou as ações, mas não conseguiu criar jogadas. O incentivo da torcida fez o Sport crescer na partida. Responsável pelas duas melhores chances do Leão na etapa complementar, Claudio Winck colocou os rubro-negros novamente na frente aos 22 minutos. Depois da jogada do atacante Mateus Gonçalves e o cruzamento de Sander, o lateral-direito cabeceou a bola para o fundo do barbante.

Melhor dentro das quatro linhas, a equipe comandada pelo técnico Milton Mendes até conseguiu chegar ao terceiro gol, mas, depois de alguns segundos, o assistente alertou o árbitro sobre a posição de impedimento do volante Andrigo, que tinha balançado as redes no seu primeiro toque na bola. O jogo ficou dramático e aberto. Nos acréscimos, o atacante Gabriel foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou a penalidade. Ele mesmo cobrou o pênalti e o goleiro Fernando Miguel defendeu, mas o placar da partida terminou 2×1 para o Sport sobre o Vasco.

Ficha técnica

Sport

Mailson; Cláudio Winck, Adryelson, Ernando e Sander; Marcão, Jair, Gabriel, Michel Bastos (Nonoca) e Mateus Gonçalves (Andrigo); Hernane Brocador (Rogério). Técnico: Milton Mendes.

Vasco

Fernando Miguel, Rafael Galhardo, Werley, Leandro Castan e Ramon; Leandro Desábato (Bruno Cosendey), Bruno Ritter (Giovanni Augusto), Willian Maranhão, Yago Pikachu (Andrés Rios) e Fabrício; Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.
 
Local: Ilha do Retiro (Recife).
Gols: Mateus Gonçalves (aos 25min do 1T) e Claudio Winck (aos 22min do 2T); Fabrício (aos 38 minutos do 1T)
Cartões amarelos: Rafael Galhardo, Leandro Castan e Giovanni Augusto (Vasco)
Público: 13.860 pessoas; Renda: R$ 86.355,00.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO). Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos de GO).

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.