Bom Jardim Notícias.com

Projeto de modernização da Ilha do Retiro pode sair do papel com investimento europeu

Projeto de modernização da Ilha do Retiro pode sair do papel com investimento europeu

O grande sonho rubro-negros dos últimos anos, é ter uma casa nova, ou ao menos reformada. Tratado como renovação da sede do Sport Club do Recife, o projeto está parado por um motivo muito singular a similar ao de vários empreendimentos: a falta de recursos.

“Nós passamos por uma crise muito grande nos últimos anos, e esperamos agora que a economia volte a crescer e os clubes também evidentemente, voltem a crescer, com melhorias de receitas, de patrocínio e também com crescimento do seu patrimônio”, disse Gustavo Dubeux, hoje vice-presidente executivo do clube, e mandatário da última grande reforma na Ilha do Retiro, a curva que foi apelidada com seu sobrenome, e que ele considera na verdade, um paliativo. Após isso, a intervenção feita com projeto de 2016, foi uma readequação do estádio para melhorar a acessibilidade ou para fazer mesmo, fluir o fluxo de pessoas na Ilha.

Uma das plantas do projeto de reestruturação e acessibilidade da Ilha do Retiro. Foto: Reprodução/Jaime Portugal Arquitetura

Projeto no mercado

Em 2013, o Conselho de Desenvolvimento Urbano do Recife – CDU, órgão da Prefeitura do Recife, deu parecer para o projeto depositado para análise que previa em sua composição será de uma Arena de Multiuso, um Salão de Exposição, um Hotel, dois Empresariais, um Clube e um Shopping Center, com o custo de R$ 750 milhões, mesmo aprovado pela Prefeitura do Recife,

Após o rompimento com a Engevix ainda em 2016, foi ajustada uma parceria para a contratação dos serviços da Ernst & Young-EY, uma das grandes empresas no ramo de consultorias, ainda na gestão de João Humberto Martorelli, e apresenta novos resultados incluindo um contato para investimento de um grupo europeu que já está na mira dos rubro-negros.

“Existe um projeto em desenvolvimento, com uma empresa contratada para ver a melhor solução, e tem um “founding“, que agora com a economia melhorando, acho que o Sport vai realizar esse grande sonho. Então isso é muito importante que ocorra, porque o Sport é clube de 113 anos que precisa estar em crescimento”, afirmou Dubeux.

Patrimônio do Sport precisa ser rentável

Destacando que o Sport precisa crescer como clube, o VP leonino, apontou evoluções na construção e ampliação do CT, informatização dos departamentos e criação de grupos de trabalho especializados como o NEPRE – o núcleo integrado com profissionais que atuam no trabalho de recuperação e tratamento de lesões com estrutura e tecnologia de ponta. No entanto, o que Gustavo Dubeux aponta, é que o patrimônio do Sport precisa apresentar rendimentos, ser viabilizado de forma a render para que o Sport possa devolver aos seus sócios e torcedores um melhor conforto nas instalações da Ilha do Retiro.

“Nós tivemos um crescimento nos últimos 10 anos, o Sport passou a ter um CT que não faz inveja a nenhum clube no Brasil, passou a ser um clube profissional. Nós estamos hoje numa condição, de estar totalmente informatizado, há muitas outras coisas. Agora o que precisa fazer é que aquele grande patrimônio que é o seu terreno, precisa ter renda daquilo tudo, e é nisso que se está trabalhando”, finalizou Dubeux.

Fonte – https://blogs.ne10.uol.com.br/torcedor/2018/10/29/modernizacao-da-ilha-pode-sair-do-papel-com-investimento-europeu/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.