Bom Jardim Notícias.com

Conheça 6 Refeições (sólidas) para seu Pós-Treino!

Conheça 6 Refeições (sólidas) para seu Pós-Treino!

Uma das refeições mais importantes a ser feita em nosso dia é a refeição pós-treino, você sabia disso? Mais muitas pessoas pensam que essa refeição deve ser feita apenas com suplementos, o que é um verdadeiro erro!

É verdade que os suplementos podem ajudar bastante, principalmente pela facilidade de ingerirmos eles. Mas e quem não possui dinheiro para comprá-los? Ou não gosta de usá-los? Estaria essa pessoa prejudicada? JAMAIS!

Por isso, neste artigo eu escrevi sobre 6 opções de refeição pós-treino que envolvam apenas alimentos sólidos! Você aprenderá que poderá nutrir o seu corpo após o seu treinamento, mesmo sem o uso de suplementos alimentares!

Esta é uma refeição extremamente prática, que inclusive pode ser preparada antes e guardada. Deliciosa e capaz de fornecer nutrientes, como: carboidratos complexos misturados com uma baixa quantidade de carboidratos simples (que também são importantes no pós-treino), fibras alimentares solúveis e insolúveis (que garantem melhor saciedade e melhora no fluxo intestinal), vitaminas do complexo B, potássio e proteínas de altíssimo valor biológico, vindas das melhores fontes disponíveis na natureza (leite e ovos).

Ingredientes:

  • 4 claras de ovos;
  • 2 ovos inteiros;
  • 80g de aveia em flocos finos;
  • 200g de queijo cottage light;
  • 200g de iogurte desnatado;
  • 1 banana grande;
  • Meia colher de chá de fermento em pó;
  • Adoçante, canela e essência de baunilha a gosto.

Modo de preparo:

  1. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata;
  2. Coloque em uma frigideira antiaderente untada com spray para aquecer em fogo médio;
  3. Despeje a massa do liquidificador na frigideira e deixe a massa por 4 ou 5 minutos;
  4. Quando ela desgrudar, vire do outro lado e deixe que ela acabe o processo de cozimento;
  5. O interessante é que as panquecas fiquem semicrua por dentro, como tradicionalmente se faz na receita americana.

panquecas de proteína

Essa não é uma refeição rica em gorduras, o que garante uma melhora na digestão pós-treino e um fornecimento mais eficiente de nutrientes ao corpo.

Opção 2: Macarrão à bolonhesa

Essa é uma refeição deliciosa a ser feita em qualquer momento do dia, afinal, quem não gosta daquela boa macarronada? Muitas pessoas acham que esse tipo de refeição é extremamente calórica, pois estão acostumados a ver preparações que levam molhos gordurosos, lotados de queijos e afins, o que não é o nosso caso.

Ingredientes:

  • 100ml de água;
  • 100g de macarrão (peso cru);
  • 200g de carne moída magra;
  • Meia cebola;
  • Dois dentes de alho;
  • 1 tomate grande picado;
  • Pimenta do reino preta e/ou páprica picante;
  • Sal a gosto.

Modo de Preparo:

  1. Cozinhe 100g de macarrão (peso cru) até ficar al dente;
  2. Em uma panela, refogue meia cebola, dois dentes de alho e 200g de carne moída magra;
  3. Deixe que a carne cozinhe por completo e adicione o tomate picado na mistura;
  4. Adicionar um pouco de pimenta do reino preta e/ou páprica picante;
  5. Coloque 100ml de água, sal a gosto e deixe cozinhar por uns 5 minutos em fogo médio;
  6. Coloque o macarrão em um prato e despeje o molho com a carne por cima.

macarrão bolonhesa fitness

Nessa nossa versão, utilizamos o macarrão que não precisa ser o integral, excelente fonte de carboidratos complexos, podendo ser usado tanto em fase de redução de gordura corpórea quanto de aumento de massa magra, regulando apenas as quantidades, é claro.

Contamos com a carne bovina magra (pobre em gorduras) que é uma excelente fonte de proteínas de alto valor biológico. Ela também é fonte de colesterol, essencial na produção de testosterona, de creatina, para o aumento de força e do músculo, fonte de cianocobalamina e vitamina B6 que são importantíssimas na síntese proteica e ferro tipo heme, que é o que possui melhor biodisponibilidade para o corpo humano.

Por fim, o tomate, rico em licopeno, um poderoso antioxidante, e a cebola, que serve como um alimento prebiótico (relacionado a saúde do intestino) fecham essa refeição completa para um bom almoço ou jantar pós-treino.

opção 3: Bolacha de arroz com cottage e atum

Essa refeição é basicamente composta por carboidratos e proteínas, ideal para momentos onde você não quer um esvaziamento gastrointestinal tão demorado e/ou para pessoas que precisam de uma digestão mais rápida pela frequência que fazem suas refeições.

Ingredientes:

  • 120g de atum em água;
  • 100g de queijo tipo cottage magro
  • Bolachas/biscoito de arroz

Modo de Preparo:

  1. Coloque em uma tigela o atum e o queijo cottage;
  2. Misture bem os dois, criando um “patê”;
  3. Adicione temperos a seu gosto;
  4. Use uma faca para passar o patê por cima das bolachas/biscoitos;
  5. Coma.

biscoito de arroz com atum

As bolachas/biscoitos de arroz até um tempo atrás eram muito pouco usadas pela maioria das pessoas. Elas são fontes de carboidratos complexos e de fibras alimentares também. Algumas, possuem outros grãos e sementes adicionados, o que as torna mais nutritivas ainda.

Já o atum e o cottage são proteínas de altíssimo valor biológico. Apesar de haver certa competição entre o ferro do atum e o cálcio do cottage, não há nada realmente significativo se usarmos de vez em quando. Elas também possuem certa facilidade de digestão, o que é excelente no período pós-treino.

Opção 4: “Proats”

Talvez pelo nome “proats”, você nem deveria saber do que se trata, não é mesmo? Acontece que “proats” nada mais é do que a junção de “protein” e “Oats”, traduzindo para o português “Proteína” e “aveia”. Sabe aquele clássico mingau de aveia enriquecido com proteína? Então… É justamente isso que estamos falando!

Ingredientes:

  • 100g de aveia em flocos finos;
  • 400ml de água;
  • 60g de whey protein sabor baunilha;
  • 50g de uvas passas escuras;
  • Leite de vaca desnatado ou extrato de soja/amêndoas/castanha de caju com baixo teor de gordura
  • Canela em pó a gosto.

Modo de preparo:

  1. Em uma tigela, coloque 100g de aveia em flocos finos, 400ml de água, leite de vaca desnatado ou extrato de soja/amêndoas/castanha de caju com baixo teor de gordura;
  2. Coloque no micro-ondas por 5 minutos e vá verificando a cada 30 segundos para ir misturando;
  3. Deixe o tempo necessário para que ela fique espessa ao seu gosto;
  4. Após esfriar um pouco, adicione 60g de whey protein sabor baunilha e 50g de uvas passas escuras
  5. Polvilhe canela a gosto por cima, se desejar.

Proats

Essa nada mais é do que uma junção de carboidratos com proteínas, de uma forma muito deliciosa e excelente para ser usada em dias de inverno. Caso você queira fazer essa refeição em dias mais quentes, você pode deixar o mingau gelando 4h antes de consumir, para ter algo saboroso e refrescante. Ainda, você pode mesclar as uvas passas trocando-as por outra fruta de sua preferência (seca ou fresca) e pode variar também o sabor do whey protein a ser usado.

A aveia é rica em carboidratos complexos, fibras alimentares e em lipídios insaturados. Além disso, ela é rica em vitaminas do complexo B e em proteínas também. Em conjunto com as frutas, ela auxiliará no controle da digestão dos açúcares simples, o que será excelente.

whey protein possui um valor biológico inigualável e será excelente para o momento pós-treino. Se você estiver usando leite de vaca, esse blend será ainda mais rico, pois conseguiremos elevar significativamente os PDCAAs, fazendo com que o estímulo para a síntese proteica seja ainda maior e mais eficiente também. Se você for intolerante à lactose ou tiver algum contratempo com o leite, troque pela versão do extrato de soja, amêndoas, amendoim, castanha de caju ou algo de sua preferência. Procure apenas observar se a bebida não é muito rica em gorduras, o que para o pós-treino não é ideal.

Por fim, as frutas, sejam elas as uvas passas ou outra qualquer, são excelentes fontes de micronutrientes como vitaminas, sais minerais, flavonoides, carotenoides e etc. Caso você esteja em cutting, pode optar por usar frutas menos calóricas como o morango, o melão ou mirtilos.

Opção 5: Ovos mexidos com batata inglesa assada

Esta é uma ótima e prática refeição para ser feita a qualquer momento do dia. Em geral, os ovos são fontes de proteínas de alto valor biológico, além dos mesmos também serem ricos em vitamina E, Vitamina D e também colina (presente nas gemas dos ovos). A quantidade de gordura presente nas gemas é relativamente alta, especialmente quando falamos do período pós-treino, mas como a digestão dos ovos é fácil, não haverá tanta interferência assim. Se você preferir, pode utilizar apenas 15 claras de ovos ao invés de 5 ovos inteiros e 5 claras.

As batatas serão a fonte de carboidratos complexos dessa refeição. Pouco fibrosas, elas são ideais para o pós-treino. Não se preocupe! Índice glicêmico NÃO QUER DIZER NADA, OU SEJA, você não precisa se preocupar em comer apenas a batata doce.

Ingredientes:

  • 5 ovos inteiros;
  • 5 claras de ovos;
  • 400g de rodelas finas de batatas inglesas (preferencialmente com casca);
  • Vegetais de sua preferência como pimentão (das três cores), tomate e cebola;
  • Sal, orégano, tomilho, cebolinha, salsinha e pimenta do reino a gosto.

Modo de Preparo:

  1. Em uma frigideira antiaderente, espirre algum tipo de spray para cocção ou utilize um algodão com azeite para untar a mesma;
  2. Coloque 5 ovos inteiros e 5 claras de ovos na frigideira;
  3. Pique alguns vegetais de sua preferência como pimentão (das três cores), tomate e cebola e coloque por cima dos ovos, ainda sem mexer;
  4. Comece a mexer em fogo médio, até que os ovos fiquem no ponto desejado. Quanto menos eles ficarem na frigideira, mais cremosos irão ficar;
  5. Depois de pronto, você pode adicionar sal, orégano, tomilho, cebolinha, salsinha e pimenta do reino para dar um gostinho extra;
  6. Em um forno pré-aquecido a 200ºC, coloque as 400g de rodelas finas de batatas inglesas, salpique um pouco de azeite (opcional) e sal;
  7. Deixe até atingir o ponto desejado para ficarem mais ou menos crocantes;
  8. Sirva com os ovos mexidos.

ovos mexidos com batata

De uma forma geral, essa também é uma refeição rica em sódio e em potássio. O sódio, presente nos ovos, no próprio sal (das batatas e dos ovos) e nos molhos. O potássio, presente nas batatas. Esses dois minerais são fundamentais para garantir processos essenciais para o corpo, como a neurotransmissão e a contração muscular. Eles auxiliarão a repor os estoques perdidos no pós-treino. Especialmente para pessoas as quais sofrem de câimbras, essa é uma refeição ideal.

Opção 6: Frango grelhado com purê de batatas doce

Essa é uma refeição a qual pode ser tranquilamente consumida até pelos mais exigentes, pois irá agradar ao paladar dos que são mais “enjoados” para comer a tal batata doce com frango.

Ingrediente:

  • 300g Peitos de frango;
  • 300g de batatas doce descascadas;
  • 50ml de creme de leite light;
  • 1 colher de chá de manteiga (manteiga e não margaria, ok?);
  • Alho, molho inglês, sal, limão, tomilho, pimenta caiena, páprica e manjericão.

Modo de Preparo:

  1. Em uma frigideira em temperatura alta, coloque um fio de azeite ou spray de cocção;
  2. Coloque os peitos de frango já limpos e temperados com alho, molho inglês, sal, limão, tomilho, pimenta caiena, páprica e manjericão;
  3. Deixe que eles dourem por completo até a metade de sua espessura e vire para dourar do outro lado;
  4. Se necessário, faça esse processo mais uma vez de cada lado.
  5. Em outra panela, coloque 300g de batatas doce descascadas e em rodelas finas para cozinhar apenas com água;
  6. Após ficarem bem macias, retire a água;
  7. Amasse as batatas bem;
  8. Adicione 50ml de creme de leite light e 1 colher de chá de manteiga;
  9. Misture bem, formando o purê.

frango grelhado com batata doce

Essa é uma refeição típica de bodybuilders, mas com um toque gourmet, especialmente devido aos temperos do frango e ao purê de batatas doce, que é incrementado com um pouco de manteiga e creme de leite.

As batatas doce, dispensam comentários em seu valor nutricional. Ricas em potássio, magnésio, vitaminas do complexo B e também em carboidratos complexos e fibras alimentares, elas serão a fonte de energia ótima para esse momento.

Já o peito de frango, magro, com pouca gordura, é basicamente proteína pura e, devido aos temperos, auxiliará no fornecimento de eletrólitos ao corpo. Ele também é fonte de colesterol, especialmente importante na síntese de testosterona e de vitaminas do complexo B.

Conclusão

Agora você já pode realizar a sua refeição pós-treino de maneira adequada, mesmo que não possua suplementos alimentares.

O período pós-treino é fundamental para garantir o início de uma boa recuperação de um treinamento árduo. Sendo parte essencial de uma dieta, ele é importante para fornecer não somente nutrientes, mas estímulos para que o corpo possa se recuperar e promover também seus efeitos de supercompensação.

Escolha qualquer uma das refeições acima, e varie os estímulos alimentares que você fornece ao seu corpo, garantindo mais resultados e menos tempo!

Fonte – https://dicasdemusculacao.org/refeicoes-solidas-pos-treino/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.