Bom Jardim Notícias.com

Dente do siso: sintomas, cirurgia e quando extrair da boca

Dente do siso: sintomas, cirurgia e quando extrair da boca

O dente do siso é uma das principais preocupações que envolvem a saúde bucal, já que costuma ser o último a nascer e, na maioria dos casos, não se acomoda corretamente por falta de espaço na boca. Saiba tudo sobre ele e quando é necessário fazer sua extração.

O que é dente do siso?

o que é o dente do siso

wissanustock/Shutterstock

Popularmente conhecido como “dente do juízo”, já que costuma nascer no início da vida adulta, o siso na verdade é o terceiro molar. “Ele é o último dente que se forma e nasce,”, explica o cirurgião-dentista Flavio Nader, especialista em patologia bucal.

Todo mundo tem?

Embora os sisos sejam partes naturais da estrutura da boca, há quem nasça sem eles. Tal particularidade é rara e só acontece em casos nos quais a estrutura embrionária não existe.

Há, ainda, aqueles que permanecem escondidos sob a gengiva e só são avistados por meio de radiografias.

Sintomas de dente do siso

Os sintomas de dente do siso nascendo incluem inchaço gengival, dor e, por vezes sangramento.

Inflamação no dente do siso

Em alguns casos, a sintomatologia pode ser pior devido à inflamação. Nesta situação, surge intensa dor no dente do siso, além de:

  • Inchaço.
  • Mau cheiro na boca
  • Gânglios inflamados no pescoço ou abaixo da mandíbula
  • Dor na mastigação na região posterior
  • Dor de cabeça ou enxaquecas
  • Dores nos maxilares e dor de ouvido

Complicações

Enquanto há pessoas que podem conviver tranquilamente com o dente do siso incluso ou erupcionado, há outras que podem desenvolver complicações.

Por exemplo, quando um dente fica retido dentro da gengiva ou do osso, podem surgir cistos ou tumores.

Além disso, as raízes dos dentes adjacentes ao siso podem ser absorvidas devido à sua presença.

A permanência de um dente dentro do osso também provoca fragilidade na mandíbula, o que aumenta o risco de fratura em caso de traumas.

Por último, se o dente do siso nascer corretamente, mas o paciente não conseguir higienizá-lo corretamente devido à posição profunda, pode ocorrer o desenvolvimento de infecções locais, com dor e inchaço, que podem se transformar em abcessos. Nesses casos, como o dente do siso não participa da mastigação, deve ser extraído.

Extração do dente do siso

Quando é necessária?

 

efeitos do siso

wXcages/Shutterstock

“A extração desses dentes é necessária sempre que for verificada falta de espaço para nascer na posição correta na boca”, alerta o especialista.

Geralmente, isso é frequente porque os hábitos alimentares atuais mudaram as arcadas dentárias, tornado-as menores do que antigamente.

Além disso, pode ser indicado retirar o dente do siso que já nasceu, mas não consegue ser corretamente higienizado devido à posição afastada, e perante o uso de aparelho ortodôntico, para se obter mais espaço para eventuais movimentações na arcada dentária.

Quando deve ser feita?

extração do dente

alexisdc/Shutterstock

“O dente do siso deve ser extraído o mais cedo possível após o diagnóstico de que ele não poderá ficar na boca. Quanto mais jovem é o paciente, melhor é a recuperação”, explica o cirurgião-dentista.

O ideal é que a remoção ocorra antes dos 30 anos, visto que após dessa idade a raiz do dente se calcifica e, consequentemente, a retirada fica mais difícil, podendo até causar complicações como danos aos nervos da região.

Cirurgia de dente do siso

A cirurgia dura em torno de uma hora e ocorre em consultório sob anestesia local e, por vezes, sedação venosa – sob acompanhamento de um médico anestesiologista. Em casos extremos de complexidade, pode ser feita em ambiente hospitalar sob anestesia geral.

Quando o caso é simples, pode-se extrair os quatro sisos em uma mesma sessão. Quando é complexo, divide-se a remoção em etapas, como um lado de cada vez.

O ideal é que ela seja feita por um cirurgião bucomaxilofacial, que é o especialista mais capacitado a esse tipo de cirurgia.

Recuperação

A recuperação costuma ser tranquila e englobar algum nível de inchaço e dor.

Toda cirurgia tem riscos, inclusive a de extração do siso. Neste caso, pode haver hemorragias e infecções pós-operatórias. Cabe ao cirurgião responsável prescrever a medicação correta para prevenir e tratar tais complicações.

Pós-operatório da retirada do dente do siso

tomando sorvete

gornostay/Shutterstock

Apesar de a cirurgia para extração do siso ser razoavelmente simples, exige alguns cuidados no pós-operatório. É fundamental seguir as recomendações do dentista nesse processo, tais como:

Medicações

Após o procedimento, o dentista costuma prescrever alguns medicamentos para aliviar qualquer dor e evitar infecções. Qualquer problema com a medicação deve ser avisado e conversado com o especialista.

Além disso, jamais deve-se tomar remédios por conta própria.

Alimentação

Nos primeiros dias é recomendado seguir uma dieta líquida e pastosa, mas ainda assim nutritiva (para manter o sistema imunológico fortalecido), como é o caso de sopas e sucos naturais. Também é importante evitar alimentos quentes e optar pelos frios, que aliviam a dor, como sorvete.

Tais medidas ajudam a diminuir o inchaço e reduzir o risco de infecções.

Higiene bucal

A higiene bucal precisa ser redobrada neste período, só que de maneira cuidadosa devido à ferida suturada na boca.

Deve-se escovar os dentes de forma suave, com muito cuidado para não bater com a escova na região operada. Os pontos podem reter alimentos e bactérias, então é fundamental manter a boca limpa e bem cuidada.

Não use enxaguantes bucais, a não ser que o médico sugira.

Evite fumar e beber

É necessário evitar alguns hábitos durante a recuperação, como fumar e ingerir bebidas alcoólicas:

O cigarro contém substâncias tóxicas que penetram na mucosa da boca e aumentam o risco de infeccionar ou inflamar a cicatriz. Já as bebidas alcoólicas podem interagir com a medicação tomada durante esse período e causar efeitos colaterais.

Retorne ao consultório

Uma semana após a extração, é preciso voltar ao consultório para retirar os pontos na boca e conferir se a cicatrização ocorreu corretamente.

Manter os pontos além do período recomendado pelo odontologista pode causar acúmulo de alimentos, bactérias e impurezas que dificultam a cicatrização e arriscam a saúde da boca em geral.

Fonte – https://www.ativosaude.com/saude-bucal/dente-do-siso/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.