Bom Jardim Notícias.com

A importância de se prevenir contra o câncer de próstata

A importância de se prevenir contra o câncer de próstata

No Novembro Azul, entenda como uma mente sóbria pode ser um elemento decisivo no combate a esse quadro

Todo dia é dia de cuidar da saúde. Mas o mês de novembro vem se tornando uma ocasião especial para focar na prevenção de algumas doenças. Como está se tornando tradicional nos últimos anos, a campanha Novembro Azul visa chamar a atenção do público masculino com relação ao diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Tendo em vista que boa parte dos homens não realiza os exames para detecção de alterações nessa glândula, o câncer acaba se tornando mais difícil de ser descoberto na fase inicial, diminuindo sua chance de cura.

Fazer o exame de toque permanece sendo um tabu entre os homens, e se torna um assunto de ainda maior complexidade quando uma doença crônica como essa é descoberta. O medo e a ansiedade com relação a tal diagnóstico podem, inclusive, influenciar ainda mais o imaginário masculino, trazendo condições sérias, como a depressão.

O temor não é instaurado nesses indivíduos apenas pela possibilidade da morte, mas, sim, pelas limitações físicas que os tratamentos, por vezes, acarretam, como a diminuição da capacidade de ereção, cansaço e até mesmo a retirada dos testículos.

Por esse motivo, a mente precisa estar sã para que o tratamento seja o menos doloroso possível, além de o apoio de familiar e profissional ser essencial no enfrentamento dessa batalha.

Esquema de como é feito o exame de próstata Câncer de próstata – 2

Esquema de como é realizado o exame de próstata. Na imagem são destacadas as áreas envolvidas no exame: o reto (rectum), local onde é introduzido o dedo do médico para a averiguação da próstata; a bexiga (bladder), órgão superior a próstata; e a próstata propriamente dita (prostate), glândula que será tocada pelo especialista  (Foto: Wikimédia Commons/Imagem editada)

“Hoje em dia, o homem está mais receptivo para aceitar tratamentos, exames e falar mais abertamente sobre a sexualidade. Mas ainda não é tarefa fácil para os analistas conseguirem manter a saúde mental do paciente em perfeito estado e entenderem a doença. Isso pode ser atribuído à cultura em que vivemos sobre o papel do homem na sociedade”, afirma a psicanalista e coordenadora da Escola de Psicanálise Débora Damasceno.

Durante o tratamento, é importante que o profissional e o paciente discutam sobre questões relativas a virilidade e a masculinidade, para que os pensamentos possam ir além da concepção familiar e social, além de permitir que o indivíduo se redescubra nesse novo contexto.

Mente e corpo contra o câncer de próstata

Em vista dos avanços tecnológicos e novas descobertas aplicadas aos tratamentos, a chance de cura sobre o câncer  de próstata tem se tornado cada vez maior. Assim, o que antes era uma ‘sentença de morte’, hoje pode ser encarado como um duro enfrentamento para a recuperação da saúde, porém passível de grande chance de vitória.

Entretanto, mesmo após a notícia da cura, é imprescindível que o acompanhamento com um especialista continue, pois a pessoa precisa compreender sua realidade atual e até mesmo como conviver com possíveis sequelas do quadro.

“Depois do tratamento vem a vida e suas angústias. É um mecanismo natural da nossa mente construir como medos futuros situações dolorosas do passado. O papel da psicanálise nesse momento é restabelecer a percepção temporal junto ao reconhecimento da própria capacidade de suporte e superação, tanto da doença quanto de condições insatisfatórias da vida cotidiana”, conclui Débora Damasceno.

Fonte: https://sportlife.com.br/cancer-de-prostata-novembro-azul/ – Leonardo Guerino – Foto: Pixabay

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.